Coronavírus: Equador tem dificuldade para recolher corpos em casas e ruas

O Equador tem enfrentado problemas com o serviço funerário por causa da covid-19, doença provocada pelo novo coronavírus, especialmente com o recolhimento de corpos das pessoas que morreram em casa ou nas ruas. Apenas na cidade de Guaiaquil, a Polícia Nacional informou que foram mais de 300 cadáveres recolhidos entre os dias 23 e 30 de março, segundo dados publicados pelo jornal El Comercio.

No primeiro dia do levantamento, foram dois corpos. No último, o número já chegava a 55 em um prazo de 24 horas. Mas o dado mais alarmante divulgado pelas autoridades era o de corpos que ainda estavam dentro dos domicílios da cidade à espera do transporte: 111.

Comente