Coronavírus: abastecimento de álcool em gel está sendo fracionado e supermercados registram ‘vendas relâmpago’

Ácool gel

Os carregamentos de álcool em gel estão sendo disponibilizados para os estabelecimentos através de limitação de caixas para cada empresa. A informação foi dada à reportagem do Paraíba Já, nesta quinta-feira (19), pelo presidente da Associação de Supermercados da Paraíba (ASPB), Damião Evangelista. Os supermercados estão registrando “vendas relâmpagos” do produto.

A conduta de estocagem dos clientes faz com que o produto, usado para prevenção do contágio pelo coronavírus, falte para a disponibilização mínima de outras pessoas. “Não há necessidade desse pânico, o que há é uma limitação para disponibilizar o produto por toda cidade. Amanhã chega outro carregamento”, afirmou Damião.

SuperBox Brasil, BeMais, Supermercado Manaíra tiveram abastecimento entre 10 e 20 caixas, que foram vendidas em sua totalidade em questão de minutos, conforme a ASPB. No total, chegaram 300 caixas para os supermercados da Grande João Pessoa. “Não deu para quem quis”, resumiu Damião.

Vendas relâmpago

“Não deu nem 13 minutos”, disse o vendedor de um supermercado no bairro Torre. “Chegou sim, mas não durou nada”, relatou o vendedor de outro supermercado na Capital.

Os estabelecimentos disponibilizam álcool em gel para os clientes, mas muitos não o correto, como o álcool 46%. O correto, e que ajuda na prevenção contra o coronavírus, é o álcool 70.

As drogarias do Bompreço foram todas fechadas. Nas farmácias é praticamente impossível encontra álcool em gel ou o do tipo 70%.

Pão de Açúçar e Extra

“O Pão de Açúcar e o Extra estão atuando junto a toda cadeia de valor para manter a agilidade do abastecimento, trabalhando na máxima capacidade para que os(as) clientes possam comprar o que precisar, quando precisar e pelo canal que escolher. Para permitir que mais pessoas tenham acesso aos produtos, iniciaram nesta 3ª feira, 17 de março, uma ação para estimular o consumo consciente, incentivando que cada um adquira somente o necessário e evite o estoque desnecessário. Dessa forma, alguns itens só poderão ser adquiridos de forma limitada a cada compra, tais como produtos de higiene pessoal e limpeza, além de produtos de necessidade básica, como arroz, água, leite e massas. A iniciativa está válida para todas as lojas das redes e em todo o Brasil por tempo indeterminado”, informam os supermercados em nota.

Comente