Coordenadoria de Mulheres de Conde realiza atividade alusiva ao Dia Internacional da Mulher Negra Latino-Americana e Caribenha

Em alusão ao Dia Internacional da Mulher Negra Latino-Americana e Caribenha, comemorado no dia 25 de julho, a Prefeitura de Conde por meio da Coordenadoria de Mulheres, promove na quinta-feira (26/07), a ação Afirmativa da Identidade e Luta da Mulher Negra Latino-Americana e Caribenha. A atividade será realizada no Quintal Cultural em Mituaçu a partir das 08h da manhã.

Jaciara Costa, Coordenadora de Mulheres do município, “é importante que a gestão municipal trabalhe este tipo de atividade, voltada para o empoderamento da mulher negra no entendimento e garantia de direitos na sociedade, além de combater o machismo e o preconceito racial”, destacou.

Publicidade
ALPB

A programação conta com diversas oficinas, e discussões sobre a importância da data. Os alunos da Escola Viva Olho do Tempo (EVOT), fazem a abertura do evento com um cortejo saindo da Escola Municipal Ovídio Tavares e finalizando no Quinta Cultural, onde serão realizadas as oficinas de tranças e turbantes, percussão, zumba e corte de cabelo). As equipes do CRAS realizam mais uma ação do Projeto CRAS Itinerante, oferecendo os serviços de assistência (CRAS, CREAS, Bolsa Família), além das atividades de auriculoterapia, shantala e yoga. As equipes do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos também participa da ação.

Sobre o Dia Internacional da Mulher Negra da América Latina e Caribenha

O dia 25 de julho marca o Dia Internacional da Mulher Negra Latino-Americana e Caribenha. No Brasil, o dia também é em homenagem à Tereza de Benguela, líder quilombola que se tornou rainha, resistindo bravamente à escravidão por duas décadas. Esse ano, a data traz à tona a luta da mulher contra o feminicídio, as reformas que destroem os direitos do povo brasileiro, principalmente, das mulheres negras e por reparações à comunidade negra.

A data teve origem durante o 1º Encontro de Mulheres Afro-Latino-Americanas e Afro-Caribenhas realizado em Santo Domingo, na República Dominicana, em 1992. Ao longo dos anos, a data vem se consolidando no calendário de luta do movimento negro e tem resgatado a luta e a resistência das mulheres negras, bem como cumprido o papel de denunciar as consequências da dupla opressão que sofrem, com o racismo e o machismo. Ainda no mês de julho, é comemorado, no dia 31, o Dia da Mulher Africana.

Confira a Programação:

Ação Afirmativa da Identidade e Luta da Mulher Negra Latino-Americana e Caribenha

08h – Cortejo de Tambores com os alunos da Escola Viva Olho do Tempo (EVOT);

(Concentração: Escola Municipal Ovídio Tavares)

08h30 – Abertura da ação no Quintal Cultural;

09h30 – Início das oficinas (Tranças e Turbantes, Percussão, Zumba e Corte de Cabelo), Auriculoterapia, Shantala, Yoga, CRAS Itinerante e Atividades do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos;

12h – Encerramento da ação com socialização dos resultados das oficinas

Comente

Camara Municipal

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
E-mail: [email protected]