Conselho deliberativo descarta antecipar eleições para diretoria do Botafogo-PB

Ele ainda frisou que caso a oposição queira assumir, precisará esperar o pleito que está marcado para ser realizado em outubro

O presidente do conselho deliberativo do Botafogo-PB, Luciano Wanderley, descartou a possibilidade de antecipar as eleições executivas do clube. Ele alegou que isso seria anti-estatutário e que o vice-presidente Orlando Soares está apto para assumir o cargo de mandatário, o que aconteceu na manhã desta quinta-feira (03), na Maravilha do Contorno.

“É anti-estatutário antecipar as eleições. O vice-presidente está apto para assumir, é uma pessoa séria, um homem de caráter que vai, logicamente, tentar fazer as melhoras, corrigir os erros que precisam ser corrigidos. Eu não vou criar uma situação que sequer o estatuto permite”, disse.

Ele ainda frisou que caso a oposição queira assumir, precisará esperar o pleito que está marcado para ser realizado em outubro.

“Se a oposição quiser voltar, ela tem os meios legais de voltar que é através das eleições”, destacou.

Apesar da posse do novo presidente, os atuais diretores irão permanecer com seus cargos. A única exceção é a vice presidência de futebol, que deve ficar vaga nos próximos dias. Isso porque o antigo VP de futebol, Nelson Lira, deixou o cargo para a entrada de Alexandre Cavalcanti, da oposição, no clube.

Entretanto, o acordo foi firmado entre Alexandre e Sérgio Meira, o que gerou mal estar nos bastidores da atual diretoria. Com a renúncia do mandatário, o novo diretor de futebol afirmou que também está de saída. Oficialmente, ele ainda não entregou o cargo, mas é provável que isso aconteça nos próximos dias.

Um dos motivos que teria levado o agora ex-presidente da executiva Sérgio Meira a renunciar, seria uma pressão feita por dirigentes que emprestaram dinheiro para os cofres do time da estrela vermelha. Ainda de acordo com Luciano Wanderley, essa prática é extremamente comum entre os diretores e tudo foi feito de maneira legal.

“Os próprios diretores que fizeram o empréstimo me solicitaram uma reunião para oficializar junto ao conselho deliberativo. Não foi feito nada de forma errada, o dinheiro entrou pelo caixa do clube”, explicou.

Do Voz da Torcida.

Comente