Confira vereadores que assumem mandato na Câmara de Campina Grande após cassações

Campina Grande já tem quatro novos vereadores definidos, desde a manhã desta sexta-feira (24), pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PB). Isso acontece após a Corte cassar os mandatos dos vereadores Dinho Papaléguas e Waldeny Santana, que foram eleitos pelo União Brasil, assim como Carol Gomes e Rui da Ceasa, que representavam o Pros, todos por fraude à cota de gênero nas eleições de 2020.

Agora, quem assume são Antônio Alves, Napoleão Maracajá, Carla Moura e Bruno Faustino. O processo de retotalização de votos foi conduzido hoje pela 16ª Zona Eleitoral de Campina Grande. Eles devem ser diplomados e empossados nos próximos dias.

Cassação

No início de novembro, 4 vereadores de Campina Grande foram cassados. A decisão se deve à ocorrência de fraude e abuso de poder político, relacionados à utilização de candidaturas fictícias com o intuito de cumprir a cota de gênero de 30%, exigida pela legislação eleitoral em 2020. O último voto foi emitido pelo juiz Roberto D’Horn Moreira, que havia solicitado mais tempo para análise na semana anterior.

Dinho Papaléguas e Waldeny Santana já haviam sido condenados em primeira instância. Quanto a Waldeny, a Corte estabeleceu uma inelegibilidade de 8 anos a partir do pleito de 2020.