Condenado à prisão e pelo TCU, ex-prefeito de Mamanguape poderá ter os votos anulados

O ex-prefeito da cidade de Mamanguape, Fábio Fernandes (MDB), parece não temer a Justiça. É que mesmo após condenação à prisão de um ano e seis meses, convertida em prestação de serviços à comunidade e pagamento de multa, o ex-gestor tenta emplacar uma candidatura a deputado estadual nas eleições deste ano.

Fábio Fernandes consta, inclusive, em uma lista de gestores condenados por improbidade administrativa relacionada ao Mutirão Meta 4, do Conselho Nacional de Justiça.
Por conta das irregularidades, o ex-gestor teve as contas julgadas irregulares pelo Tribunal de Contas da União (TCU), no que diz um respeito a um convênio celebrado com a Fundação Nacional de Saúde (Funasa), e foi condenado a devolver mais de R$ 576 mil aos cofres públicos.

O Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB) passou desapercebido e acabou liberando o registro de candidatura dele, mas o Ministério Público Eleitoral (MPE) deve ingressar com ação para anular sua votação ou até cassar um eventual diploma.
O imbróglio envolvendo o candidato pode prejudicar toda coligação do MDB, que trabalha com a previsão de eleger 2 deputados, e tem Raniere Paulino, Caio Roberto e Julys Roberto disputando palmo a palmo a vaga.

 

Condenado à prisão e pelo TCU, ex-prefeito de Mamanguape poderá ter os votos anulados Condenado à prisão e pelo TCU, ex-prefeito de Mamanguape poderá ter os votos anulados

Camara Municipal

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
E-mail: [email protected]