Conde realiza a II Conferência de Promoção da Igualdade Racial

O município de Conde realizará no dia 28 de setembro a II Conferência Municipal de Promoção da Igualdade Racial (II Compir), através da Coordenação da Diversidade Humana e com o auxílio de vários órgãos da prefeitura como o Orçamento Democrático e a Coordenação de Cultura, Secomd, Coordenadoria de Mulheres, Juventude, além de lideranças e entidades da sociedade civil oficializadas pela Comissão Organizadora Municipal do evento em Diário Oficial, o Decreto Nº 0063/2017, de 19 de setembro de 2017.

A Conferência, que acontecerá no Salão Paroquial do Centro de Conde, a partir das 8h da manhã, tem como tema “O Brasil na Década do Afrodescendente: o Conde lutando pelo reconhecimento, justiça, desenvolvimento e igualdade de direitos” e terá como objetivos principais analisar e repactuar os princípios e diretrizes aprovadas nas I Conferência Municipal de Promoção da Igualdade Racial, além de reafirmar o compromisso do Governo Municipal com as políticas públicas de enfrentamento ao racismo institucional e de promoção da igualdade racial como fatores essenciais à democracia plena e ao desenvolvimento com justiça social em Conde. O público alvo são os povos e comunidades tradicionais de Conde, porém a Conferência é aberta a toda a população.

Inscrições

As inscrições serão feitas no local do evento e, a partir do tema principal, os participantes serão divididos em 04 subtemas de debate. No ato da inscrição, cada pessoa escolherá um dos eixos de discussão para debater e construir propostas que serão lidas e votadas em plenário.

Os grupos de trabalho são: I – “Do reconhecimento dos afrodescendentes e indígenas”, II – “Da garantia de justiça aos afrodescendentes e indígenas”, III – “Do desenvolvimento dos afrodescendentes e indígenas” e IV – “Discriminação múltipla ou agravada dos afrodescendentes e indígenas”.

Na abertura haverá uma mesa redonda para debater a situação dos povos e comunidades tradicionais do Brasil e de Conde com os seguintes palestrantes:

– Estevão Martins Palitot – professor de Antropologia da UFPB

– Juscelino de Souza – estudante de Antropologia e representante da Articulação da Juventude Indígena Tabajara (Ajita)

– Lindivaldo Junior (Júnior Afro) – Historiador, ex-diretor da Fundação Palmares e ex-gerente de ações afirmativas da Seppir Nacional.

– Mãe Renilda Bezerra de Albuquerque – Presidenta da Federação Independente de Cultos Afrobrasileiros da PB e Vice-Presidente do Conselho da Promoção da Igualdade Racial no Estado, Conselheira do Consea e de Saúde da PB.

– Ana de Ipiranga – Quilombola e ativista da Cultura Popular

A II Conferência Municipal de Promoção da Igualdade Racial é a preparatória para a IV Conferência Estadual de Promoção da Igualdade Racial, realizada pela Secretaria Estadual da Mulher e da Diversidade Humana, e esta será sucedida pela nacional, a IV CONAPIR – Conferência Nacional de Promoção da Igualdade Racial, realizada pela Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Seppir), do Ministério dos Direitos Humanos (MDH), e pelo Conselho Nacional de Promoção da Igualdade Racial (CNPIR).

Década Afro

Declarada pela ONU, a Década Internacional de Afrodescendentes será celebrada de 1º de janeiro de 2015 a 31 de dezembro de 2024, com a participação dos 196 países-membros da Organização.

No Brasil, as atividades referentes ao período serão desenvolvidas sob a coordenação da Seppir, em parceria com o Ministério das Relações Exteriores (MRE). Para outras informações, visite o site decada-afro-onu.org

Confira a Programação da II COMPIR de Conde:

  • 08h – Credenciamento;
  • 08h30 – Mística de Abertura – Peinha Teixeira e representações dos povos indígenas e de terreiros;
  • 9h – Composição da Mesa de Abertura;
  • 09h30 – Leitura e aprovação do Regimento Interno;
  • 10h30 – Mesa Redonda– “O Brasil na década dos afrodescendentes, justiça, desenvolvimento e igualdade de direitos”, com Lindivaldo Junior / Estevão Martins Palitot / Mãe Renilda / Ana de Ipiranga / Juscelino de Souza;
  • 12h – Almoço / Apresentação de Capoeiras e Grupo Musical;
  • 14h – Divisão de Eixos de Trabalho;

Eixo I – Do Reconhecimento dos Afrodescendentes e Indígenas;

Eixo II – Da garantia de Justiça dos afrodescendentes Indígenas;

Eixo III – Do desenvolvimento dos Afrodescendentes;

Eixo IV – Discriminação Múltipla ou agravada dos afrodescendentes e Indígenas;

  • 16h – Plenária Final – Socialização dos trabalhos em Grupo;
  • 16h30min – Aprovação das Propostas para o Município, Estado e Nacional e eleição dos delegados/as para a Estadual;
  • 17h – Encerramento (Apresentação Cultural).

Comente