Com índice 6,2%, Paraíba apresenta taxa de letalidade menor que a do país

Ações do Estado e Municípios, expansão da testagem e poder de análise no Lacen-PB alçou o estado a um novo patamar para conter a proliferação ainda maior da Covid-19

O Brasil registrou 600 mortes por Covid-19 entre segunda (4) e terça-feira (5), é a maior marca em 24 horas desde o início da pandemia no país. Enquanto isso, no boletim divulgada pela Secretaria de Estado da Saúde (SES) na terça, a Paraíba teve sete mortes. Com uma testagem mais próxima do real panorama viral, o estado agora tem uma taxa de letalidade de 6,2%, enquanto a taxa nacional é de 6,9%.

+ Máscaras compradas na PB custaram bem menos que as adquiridas pelo MS, diz SES

Diferente de outro momento, quando a taxa de letalidade paraibana ficou acima da brasileira, as ações efetivas do Estado e Municípios, atrelado a expansão das testagens e poder de análise do Laboratório Central de Saúde Pública da Paraíba (Lacen-PB) – que fez parceria com a Universidade Federal da Paraíba (UFPB) para analisar amostras também -, alçou a Paraíba a um novo patamar no cuidado com os pacientes e uma redução significativa deste índice.

+ Lockdown: interesse pelo termo no Google cresce 9.900% na Paraíba em sete dias

A Paraíba também chegou próximo de 1500 casos confirmados do novo coronavírus (Sars-Cov-2), totalizando até esta terça-feira (5), 1493 casos. No país, são 116.299 casos confirmados, e 7.966 óbitos registrados no total.

+ Paraíba registra mais sete mortes e chega a quase 1500 casos de Covid-19

Com os dados atuais, o Brasil registra mais mortes que a China, que possui oficialmente 4.643 óbitos em decorrência da Covid-19.

No estado também os casos descartados agora são 2158, e o número de recuperados soma 310.