Com atropelos, CMJP aprova crédito de quase R$ 1 milhão para Cartaxo; oposição reage

O crédito especial no valor de R$ 938 mil solicitado pelo prefeito de João Pessoa Luciano Cartaxo (PV) para seu gabinete foi aprovado pela Câmara Municipal da capital nesta quarta-feira (5). A bancada de oposição votou contra o projeto, indicando atropelos nos trâmites legais da ação.

O líder da oposição Marcos Henriques (PT), Léo Bezerra (PSB), Bruno Farias (PPS), Sandra Marrocos (PSB) e Tibério Limeira (PSB) votaram contra o acréscimo de quase R$ 1 milhão no orçamento do gabinete de Cartaxo.

“Votamos contra exatamente pela forma atropelada como se deu essa solicitação, abrimos um precedente. Aprovamos um remanejamento de R$ 1 milhão, amanhã pode ser de R$ 100 milhões em 24 horas. A partir das manobras da bancada de situação, não dá para gente aceitar que o devido processo legal não seja respeitado na Casa. Não passou pela Comissão de Políticas Públicas, teve essa apreciação prejudicada na [Comissão] de Orçamento”, afirmou Tibério Limeira. “Fica o registro que não votamos contra o mérito do projeto, mas contra o processo que se deu para se chegar até essa aprovação hoje”, completou.

O vereador Bruno Farias também destacou que o voto contrário da bancada se dá, principalmente, pelos atropelos proporcionados pela bancada de situação para aprovar o crédito especial ao gestor.

A vereadora Sandra Marrocos criticou a forma de condução dos processos legais na Casa de Napoleão Laureano. “Os trâmites nesta Casa não estão bacanas, estão sendo atropelados”, disparou a socialista.

Comente