Coligação de Cartaxo e Manoel Júnior entra com ação contra programa da Arapuan FM

A coligação Força da União por João Pessoa, encabeçada pelo prefeito Luciano Cartaxo (PSD), candidato à reeleição, e pelo deputado federal Manoel Júnior (PMDB), candidato a vice, ajuizou uma representação eleitoral contra o programa Rádio Verdade, da Rádio Arapuan FM, alegando que o apresentador Nilvan Ferreira e os comentaristas João Costa e Fábio Bernardo teriam dispensado “tratamento privilegiado” a adversários do gestor municipal. O assunto foi abordado pelo próprio Nilvan na abertura da edição desta quarta-feira (17).

Leia também:

Ação do PSD de João Pessoa contra Paraíba Já é julgada improcedente pela Justiça Eleitoral

O fato específico citado na representação foi uma entrevista concedida pelo governador Ricardo Coutinho (PSB) na qual ele teceu críticas ao prefeito. A coordenação jurídica do prefeito ainda citou as entrevistas do vereador Raoni Mendes (DEM), do deputado estadual Gervásio Filho (PSB), da então pré-candidata a prefeita, Cida Ramos (PSB), do vice-prefeito Nonato Bandeira (PPS) e do líder do Governo na Assembleia, Hervázio Bezerra (PSB), ocasiões em que houve críticas ao trabalho de Cartaxo, o que, segundo sua assessoria caracterizaria propaganda negativa contra o gestor que disputa a reeleição.

O radialista Nilvan Ferreira disse ter estranhado a representação, acrescentando que o programa procura ouvir todas as tendências políticas, cedendo, inclusive, muitos espaços para que o prefeito, seus auxiliares e aliados políticos estivessem no estúdio para conceder entrevistas. Citando datas, ele enumerou um a um os defensores de Cartaxo que estiveram nos últimos meses no Rádio Verdade. Entre eles estiveram o irmão do prefeito, Lucélio Cartaxo, os secretários Cássio Andrade, Adalberto Fulgêncio, Daniella Bandeira e Hildevânio Macêdo, além do coordenador da campanha, Diego Tavares.

Comente