Cobras exóticas resgatadas em João Pessoa serão transferidas para Bica

Elas foram doadas porque elas não podem ser soltas na fauna e flora local, pois poderiam causar um desequilíbrio ambiental

O Parque Arruda Câmara, a Bica, será o novo lar das dez cobras exóticas, que foram resgatadas em um sítio de João Pessoa, nesta segunda-feira (19). As cobras não pertencem à fauna brasileira.

De acordo com o policial ambiental, tenente Wellington Aragão, as cinco cobras adultas e cinco jovens da espécie cobra-do-milho (corn snake), de origem norte-americana, foram doadas porque elas não podem ser soltas na fauna e flora local, pois poderiam causar um desequilíbrio ambiental.

As cobras não se encaixam na cadeia alimentar local, por isso ela também não teria predadores, o que poderia causar uma superpopulação da espécie e transformá-la em uma praga na Paraíba. As cobras também não teriam possibilidade de encontrar uma alimentação adequada na fauna local.

Também na segunda-feira, foram apreendidas, na mesma ação, uma jiboia, um gavião, um teju e nove aranhas caranguejeiras. Por serem animais locais e estarem saudáveis, todos foram soltos em seus habitats naturais.

A polícia ambiental aplicou um Termo Circunstanciado de Ocorrência no homem que detinha das cobras. Ele foi detido e vai responder por três crimes: maus tratos de animais, ter espécies da fauna silvestre em cativeiro sem autorização e por introduzir animais exóticos no Brasil sem autorização. O total de multas aplicadas é de R$ 89.300.

Comente