- Publicidade -
Política

CMJP autoriza prefeitura a contrair empréstimo para ‘Linha Troncal’ na av. Dom Pedro II

A Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP) aprovou, durante votação na manhã desta quarta-feira (12), autorização ao Executivo Municipal a contrair empréstimo no valor aproximado de R$ 52 milhões para a construção de uma Linha Troncal de Transporte Coletivo de Massa, na avenida Dom Pedro II, que irá beneficiar, diretamente, cerca de 25% da população de João Pessoa. Na votação, ainda foram apreciadas mais de 50 matérias.

- Continua depois da publicidade -

O gestor da Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana de João Pessoa (Semob), Adalberto Alves, esteve na CMJP em visita e audiência pública explicando que o corredor interligará o bairro de Mangabeira ao Centro, linha na qual passarão coletivos, veículos inteligentes e de transporte rápido. Segundo o superintendente, o projeto não será apenas para ônibus, envolverá as calçadas, as vias de passagem, passeio público, assim como terminais, a exemplo, o de Mangabeira, que haverá bicicletário e vestiários.

O projeto foi aprovado contra os votos da maioria dos integrantes da oposição. Eles alegaram o pouco tempo para analisar a matéria e a falta de algumas informações que, segundo a bancada, deveriam constar no projeto. Os oposicionistas Bruno Farias (PPS) e Tibério Limeira (PSB) também criticaram a pressa e falta de informações, mas votaram a favor pela importância do projeto para João Pessoa.

“Fica o meu repúdio à forma com que o prefeito da Capital vem tratando esta Casa, encaminhando projetos para serem aprovados de um dia para outro, sem informações essenciais. Não votamos contra projetos que beneficiam a população, mas nosso papel é fiscalizar. No projeto não tinha qual a taxa de juros do empréstimo, qual forma de pagamento e qual impacto financeiro”, afirmou o líder da oposição na Casa destacando que o gestor da Semob ficou de fornecer essas informações, mas que o vereador não teve acesso até a votação.

O líder da situação na Casa, vereador Milanez Neto (PTB), enfatizou que o projeto se tratava de uma autorização para o Executivo Municipal contrair o empréstimo e não o empréstimo concretizado, por isso o projeto não poderia conter todas as informações solicitadas pelo vereador Leo Bezerra. “Tenham certeza de que irei, conforme a minha consciência, fiscalizar e trazer o contrato do empréstimo quando ele for realizado”, garantiu o líder.

Comente

Redação Paraíba Já

Fundado em maio de 2010, o Paraíba Já é um portal de notícias sediado em João Pessoa (PB), que tem compromisso com a verdade, fazendo um jornalismo de qualidade e relevância social.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar