Publicidade
Política

Cidade Madura e Orçamento Democrático são sancionados por RC como políticas de Estado

O governador Ricardo Coutinho entregou, neste sábado (29), o Condomínio Cidade Madura em Patos, no Sertão do Estado. Este é o sexto empreendimento entregue pelo Governo do Estado dentro do programa habitacional voltado para a terceira idade e referência no País. Na ocasião, Ricardo sancionou dois projetos de lei que tornam este programa habitacional e o Orçamento Democrático Estadual (ODE) política de Estado.

- Continua depois da publicidade -

Ao todo, foram investidos mais de R$ 4,7 milhões na construção de 40 unidades habitacionais com o padrão adotado pelo Programa Cidade Madura. O empreendimento completo possui área aproximada de 48 m², com terraço, sala, banheiro, cozinha, área de serviço, entre outras benfeitorias. Há, ainda, toda uma infraestrutura voltada para a acessibilidade e sustentabilidade.

Na solenidade de inauguração, Ricardo Coutinho destacou os investimentos realizados pelo Governo do Estado para a melhor idade. “Quem, porventura, algum dia disse que esse Governo não tinha sensibilidade entende muito pouco de sensibilidade, e menos ainda do que é Governo. Esse é o Governo da Paraíba que mais sensibilidade real, verdadeira demonstrou com o povo. Entre na Comunidade Cigana em Sousa e vão saber o que estou dizendo. Visite os 39 quilombolas e vão perceber a presença do Estado. Observe as pessoas idosas nos abrigos, beneficiadas pelo Projeto Acolher, contempladas pelo Empreender que vão saber o que é sensibilidade”, afirmou.

Em seu discurso, o governador comemorou a transformação do ODE e do Programa  Cidade Madura em políticas de Estado: “A casa é uma questão de dignidade. Quem constrói durante toda a sua vida, muitas vezes, chega aos seus 70, 80 anos, sem um lugar para morar. É em nome de toda essa ideia que transformamos o Cidade Madura em política de Estado, ou seja, tem de arrumar espaço para as pessoas idosas. Nosso Governo conseguiu e os demais conseguirão”.

A presidente da Companhia Estadual de Habitação Popular (Cehap), Emília Correia Lima, também comemorou a transformação do Cidade Madura em política de Estado. “O Cidade Madura não é mais uma, duas ou a sexta unidade que está sendo entregue. É uma política permanente do Governo do Estado, elevando a Paraíba a um patamar de referência, com visitas de vários estados, como Rio Grande do Norte ou Paraná, para aprender com a Paraíba como se trata um idoso”, pontuou.

O presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), Gervásio Maia, destacou a importância de o Programa Cidade Madura ter virado uma política de Estado. “O governador Ricardo Coutinho realizou uma política de amparo voltada para melhor idade com o cuidado e zelo que nossos idosos precisam. Estamos muito felizes em participar desse momento no qual o Cidade Madura e Orçamento Democrático Estadual são instituídos por meio de Lei”, ressaltou Gervásio.

Além de Patos, contam com o Cidade Madura os municípios de João Pessoa, Campina Grande, Guarabira, Sousa e Cajazeiras. Desenvolvido pelo Governo do Estado, por meio da Companhia Estadual de Habitação Popular (Cehap), o Programa Cidade Madura tem se destacado em nível nacional pelo pioneirismo e pelo modelo de gestão adotado.

Participaram ainda da solenidade de inauguração do Cidade Madura de Patos o prefeito do município, Bonifácio Rocha, o deputado estadual Nabor Wanderley, auxiliares do Governo do Estado, entre outras autoridades.

Adeus solidão – A maior parte dos idosos selecionados pelo Programa Cidade Madura vivia sozinha. Passar no processo de seleção significa dar adeus à solidão e conquistar novos amigos, além da atenção de uma equipe multidisciplinar.

É o caso do aposentado José Cândido de Carvalho. Além de morar sozinho, seu Antônio pagava aluguel, tirando o dinheiro do salário mínimo que recebe. “Com a aposentadoria que muito mal dá para comer, ainda tinha de pagar aluguel, água e luz. Fui selecionado e estou muito feliz”, comemorou.

Aos 70 anos, a aposentada Eunice Bezerra passou a vida pagando aluguel. “Eu vi o Cidade Madura de Sousa e gostei muito. Por isso me inscrevi no de Patos e agradeço a Deus por essa oportunidade”, contou.

A coordenadora do Cidade Madura de Patos, Magda Félix, explicou que os idosos selecionados passarão a morar no condomínio em fevereiro. “Uma equipe de assistentes sociais da Secretaria de Estado e Desenvolvimento Humano fez a seleção por meio de visitas domiciliares, para saber se o idoso atendia aos requisitos para ser contemplado”, acrescentou.

Acessibilidade – Todas as unidades do Cidade Madura são adaptadas para as necessidades dos idosos, dispondo de itens como barras de apoio no banheiro e rampas de acesso, construídas segundo as normas de acessibilidade.

Além disso, o Condomínio Cidade Madura possui toda a infraestrutura básica de saneamento, rede elétrica, rede de abastecimento de água e pavimentação em blocos intertravados.

O empreendimento ainda conta com Centro de Vivência, Núcleo de Assistência à Saúde, um bloco destinado à guarita, visando à proteção dos idosos. Para o lazer, os idosos contam com praça com bancos, mesas para jogos, redário e equipamento para ginástica, além de uma horta integrada à parte urbanística.

Paralelamente a toda infraestrutura, o Cidade Madura ainda possui mecanismos de sustentabilidade, a exemplo de energia solar fotovoltaica, cuja instalação das placas já está em licitação.

A área do empreendimento, destinado a idosos que não têm moradia própria, é do Governo do Estado.

Comente

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
E-mail: [email protected] | WhatsApp: (83) 98176 - 1651

Redação Paraíba Já

Fundado em maio de 2010, o Paraíba Já é um portal de notícias sediado em João Pessoa (PB), que tem compromisso com a verdade, fazendo um jornalismo de qualidade e relevância social.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar