Cícero defende união de poderes e ações educativas para fortalecer defesa da mulher

De acordo com o prefeito de João Pessoa, essa união demonstra a importância da causa, que deve ser enfrentada de forma preventiva

Foto: Kleide Teixeira

O prefeito Cícero Lucena defendeu a união do poder público com ações de educação e conscientização na proteção da mulher, como forma de fortalecer o projeto ‘Antes que Aconteça’, idealizado pela senadora Daniella Ribeiro e lançado nesta segunda-feira (3), no Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB), no Centro da Capital. Essa ação visa salvar vidas, proteger mulheres da violência em suas mais diversas formas e conta com investimento de R$ 315 milhões em todo Brasil, com recursos do Senado. O projeto também conta com a adesão do TJPB e Governo da Paraíba.

De acordo com Cícero Lucena, essa união demonstra a importância da causa, que deve ser enfrentada de forma preventiva. “É agir através da educação, para criar a conscientização das pessoas. É de forma preventiva, por isso eu tenho certeza absoluta que todo gestor público e também com essa ação interpoderes, nós vamos conquistar aquilo que desejamos, que é o respeito e a valorização das mulheres do nosso País”, afirmou o prefeito.

O programa ‘Antes que Aconteça’ está sendo considerado a maior ação voltada à proteção e defesa da mulher já anunciada, visando enfrentar um cenário de violência que impacta a mulher diariamente. Entre as medidas estão previstas campanha educativa nas escolas, instalação de Salas Lilás em delegacias comuns, cursos de defesa pessoal voltado para as mulheres, monitoramento eletrônico com tecnologia de ponta, e, também, a autonomia da mulher, através do empreendedorismo feminino.

O governador João Azevêdo destacou que o projeto se soma a medidas do Governo do Estado, a exemplo da Patrulha Maria da Penha, e à ampliação do número de delegacias das mulheres. Hoje, já são 18 na Paraíba. “Esse projeto vem associar tecnologia, associar tudo que a gente puder disponibilizar para as mulheres que estiverem sob a proteção, dentro dessas medidas protetivas, para que possamos mudar, principalmente, a cultura do nosso povo, a mentalidade machista que existe. Para que a gente possa reduzir de forma significativa esse sentido de misoginia que tem hoje ainda, infelizmente, no Brasil”, afirmou o governador.

O ‘Antes que Aconteça’ foi idealizado pela senadora Daniella Ribeiro, com participação da deputada federal Soraya Santos; a segunda-dama da Paraíba, Camila Mariz Ribeiro; a juíza e conselheira do Conselho Nacional de Justiça, Renata Gil; a advogada e jurista Luciana Lóssio; e a professora Nadja Oliveira, do Parque Tecnológico da Paraíba.

“Qualquer política pública, se não tiver recurso, ela não existe. Então, dizer que se cuida da mulher no Brasil e ter 8% do orçamento para as mulheres, desses oito, 79% para ações que não são, efetivamente para as mulheres, significa dizer que era 0,01% apenas. Então, ano passado, como presidente da Comissão de Orçamento, nós cuidamos de garantir um recurso de R$ 315 milhões para iniciar esse programa, para trabalhar a prevenção, a atenção e, principalmente, o combate ao feminicídio”, justificou a senadora Daniella Ribeiro.