Chuvas intensas e trovões causam alagamentos em João Pessoa na Quarta-feira de Cinzas

Nesta Quarta-feira (22) de Cinzas, a região metropolitana de João Pessoa foi atingida por chuvas intensas e trovões, seguindo a previsão do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) de nebulosidade variável com chuva em todas as regiões do estado, além de dois alertas de perigo potencial de chuvas intensas divulgados pelo órgão.

As áreas com risco potencial de chuva entre 20 e 30 mm/h ou até 50 mm/dia, ventos intensos (40-60 km/h) são Litoral, Mata, Agreste e Sertão paraibanos, com baixo risco de corte de energia elétrica, queda de galhos de árvores, alagamentos e descargas elétricas.

O coordenador da Defesa Civil de João Pessoa, Kelson Chaves, relatou que houve chuvas intensas na cidade durante a noite e madrugada, mas até o momento não houve ocorrências registradas. Ainda assim, o plantão da Defesa Civil continua em funcionamento e alerta para o número 0800 285 9020 ou pelo WhatsApp, 83 8831.6885.

“As maiores precipitações foram registradas pela Plataforma de Coleta de Dados, do Grotão, atingindo 47,8mm e as menores, pela PCD de Manaíra, 17,8mm”, afirmou Kelson.

O trânsito também foi afetado pelos alagamentos, principalmente na BR-230/101 em Bayeux, próximo ao condomínio Alphaville, o que gerou lentidão na via desde o Hospital Metropolitano em direção a João Pessoa. A Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana de João Pessoa (Semob-JP) recomenda que os motoristas respeitem as sinalizações, mantenham velocidade reduzida, mantenham os faróis acesos e acionem a equipe em caso de urgência de trânsito.

A orientação do Inmet é para que, em caso de rajadas de vento, as pessoas não se abriguem debaixo de árvores, pois há leve risco de queda e descargas elétricas, e evitem o uso de aparelhos eletrônicos ligados à tomada. É importante obter mais informações junto à Defesa Civil (telefone 199) e ao Corpo de Bombeiros (telefone 193).

Há relatos de alagamentos em outras áreas da cidade, como na via próxima à CBTU, no bairro do Varadouro. A PRF pede atenção dos condutores.