Publicidade
Cotidiano

Celebração relembra ‘Barbárie de Queimadas’, sete anos após o crime

Nesta terça-feira (12), sete anos após o crime que ficou conhecido como a “Barbárie de Queimadas”, quando cinco mulheres foram estupradas e duas delas mortas, a família das vítimas promove uma celebração marcando a data. O ato acontece às 19h, na rua César Ribeiro, no Centro de Queimadas, no Agreste paraibano.

O crime aconteceu entre a noite do dia 11 e a madrugada do dia 12 de fevereiro de 2012. Segundo a acusação do Ministério Público do Estado da Paraíba (MPPB), todo o crime foi premeditado 15 dias antes e teve como mentor o acusado Eduardo do Santos Pereira. O estupro das vítimas seria um presente de aniversário para o irmão dele, Luciano Pereira dos Santos. Os dez homens combinaram que durante a festa de aniversário, três deles apagariam o sistema de energia e invadiriam a casa com máscaras de carnaval se passando por assaltantes para poder render as vítimas e, depois que elas fossem amarradas e vendadas, todos iriam estuprá-las.

- Continua depois da publicidade -

Entre os envolvidos estão sete adultos, que já foram julgados e condenados. Além destes, mais três homens que eram adolescentes na época do crime, passaram três anos internados no Lar do Garoto, em Lagoa Seca, mas foram libertados em fevereiro de 2015.

Ato 
O ato desta terça-feira será uma celebração, onde a família deve rezar um terço “pelas almas” das vítimas. Além disso, vai acontecer o lançamento da comissão de um livro sobre o caso, com previsão de ser publicado em 2020.

Comente

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
E-mail: [email protected] | WhatsApp: (83) 98176 - 1651

Redação Paraíba Já

Fundado em maio de 2010, o Paraíba Já é um portal de notícias sediado em João Pessoa (PB), que tem compromisso com a verdade, fazendo um jornalismo de qualidade e relevância social.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar