- Publicidade -
Política

Cassado e inelegível, ex-prefeito trama tomar no ‘tapetão’ mandato do atual gestor

Áudio veio à tona nesta sexta-feira (10) e ex-prefeito nomina, inclusive, vereadores e o presidente da Câmara na "trama"

Uma gravação que está circulando nas redes sociais, com áudio do ex-prefeito de Soledade, Ivanildo Gouveia, que foi cassado por improbidade, enquadrado na Lei de Ficha Limpa e está inelegível, impossibilitado de concorrer em eleições, mostra que Ivanildo tramou para criar um fato político que justificasse a formatação de uma denúncia na Câmara Municipal contra o atual prefeito da cidade, Geraldo Moura.

- Continua depois da publicidade -

Essa trama, cujo objetivo é destituir do cargo o chefe do executivo municipal e ganhar no tapetão o mandato do prefeito, que foi legitimamente escolhido por quase cinco mil cidadãos de Soledade, culminou com a formação de uma Comissão Processante que, essa semana, acatou, por unanimidade, o relatório de defesa do atual prefeito. “Os Gouveia querem tomar o meu mandato no tapetão, mas, o povo de Soledade não aceita mais esse tipo de prática covarde e criminosa que tira do povo a legitimidade de ter um prefeito escolhido pelo voto popular”, afirma Geraldo Moura.

Na gravação, Ivanildo fala da ‘estratégia’ da denúncia na Câmara, inclusive, nominando os vereadores e citando, injustamente, o presidente da Câmara, Miranda Neto, alegando que eles iriam acatar a denúncia que, segundo o áudio ‘já seria aceita na segunda-feira’ (dia de sessão plenária em Soledade). Na sequência, ele diz que ‘segunda-feira será decisivo para instalação da Comissão Processante’. No áudio, ele pede a um jornalista (não identificado) que publique uma matéria sobre o pedido de apreciação da denúncia na Câmara, para disseminar para a opinião pública uma falsa ideia de instabilidade e improbidade na atual gestão de Soledade.

Ex-aliado do prefeito de Soledade, Geraldo Moura, Ivanildo fez denúncias que carecem de provas, citou fatos empíricos e, em alguns casos, até forjados. “Nossa defesa foi aceita, por unanimidade, pelos três vereadores que integram a Comissão Processante e estamos confiantes que a Câmara não vai ser coadjuvante de um golpe antidemocrático armado pelos meus adversários políticos. Confio que os vereadores vão se ater a fazer a análise dos documentos anexados à minha defesa, que comprovam que não houve má utilização dos recursos públicos de Soledade e que a atual gestão não praticou nenhum crime de responsabilidade e, portanto, vão arquivar essa denúncia”, destaca o prefeito.

Geraldo Moura reitera que Ivanildo não se conforma com a ascensão política dele e, principalmente, com a eficiência e sucesso da atual gestão e, sobretudo, com sua coragem de contrariar os interesses nada republicanos dos Gouveia. “Ivanildo não se conforma com a minha independência e os ‘nãos’ que tive que dar em respeito ao bom trato da máquina e dos recursos públicos e quer agora tomar o mandato aplicando um golpe, mas, isso não deve prosperar”, disse o prefeito, lembrando que os Gouveia estão desesperados, pois estão fora do poder em Soledade. “Eles vão apenas assistir o sucesso de uma gestão que trouxe muitos benefícios e avanços para Soledade e trará muito mais”, finalizou o prefeito.

Comente

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
E-mail: [email protected] | WhatsApp: (83) 98176 - 1651

Redação Paraíba Já

Fundado em maio de 2010, o Paraíba Já é um portal de notícias sediado em João Pessoa (PB), que tem compromisso com a verdade, fazendo um jornalismo de qualidade e relevância social.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar