O futebol brasileiro amanheceu perplexo com mais um caso de violência que repercutiu no país. O ex-atacante Warley, que jogou por clubes, como São Paulo, Grêmio e Palmeiras, além da seleção brasileira, foi alvo de duas facadas na madrugada desta sexta-feira, em João Pessoa. O crime aconteceu e até o momento são muitas informações desencontradas.

Atual gerente de futebol do Botafogo-PB, Warley segue internado na UTI de um hospital particular da capital paraibana. Na tarde desta sexta-feira, estava previsto um depoimento ao delegado Diego Garcia, da Delegacia de Roubos e Furtos, mas o interrogatório foi adiado em virtude das condições de saúde do ex-jogador. Apesar de estar consciente, o quadro ainda inspira cuidados e ele deve passar por uma nova cirurgia neste sábado.

O GloboEsporte.com traz agora um resumo das perguntas que ainda estão sem respostas neste caso.

1- Ele teria sido vítima de uma tentativa de assalto?

As primeiras informações dão conta que Warley teria sido vítima de uma tentativa de assalto em João Pessoa. Mas as condições que isso aconteceram ainda são desconhecidas. De acordo com o presidente do clube paraibano, Zezinho Botafogo, o ex-jogador teria dito ao médico do Belo, Fábio Farias, que foi abordado em um semáforo perto de casa, no bairro de Manaíra, mas não entrou em detalhes.

2- Por que o socorro demorou tanto tempo?

Câmeras de vigilância registraram a hora que Warley chegou em busca de ajuda no prédio de um amigo, chamado Cláudio Santos. Ele chegou exatamente às 3h46 e, após se identificar ao porteiro, entrou no local. Exatamente 11 minutos depois, um carro preto (supostamente desse amigo) deixou o local em direção ao Hospital de Emergência e Trauma. Mesmo em estado reconhecidamente grave, o veículo não esboçou nenhuma pressa em deixar o prédio, fazendo manobras normais.

3- O que teria sido roubado?

Warley chegou ao prédio do amigo dirigindo o próprio carro, onde ele estaria na hora da suposta abordagem dos bandidos. As imagens mostram que ele está com uma bolsa e algo na mão – o que parece ser um carregador de celular.

4- Marcas de sangue no carro seriam sinais de luta?

Havia sangue no banco do motorista, que condiz com o ferimento do ex-atacante, e também na frente do carro. Já o sangue que aparece na frente do veículo, perto de um dos faróis, é uma incógnita. Não se sabe ainda se este sangue pertence a Warley ou em que condições apareceu lá, uma vez que ele chegou dirigindo e, pelo menos nas imagens da câmera de segurança, não mostra contato com a frente do carro.

5- Ferimento no queixo de Warley foi sinal de luta?

Warley apresentou um ferimento no queixo. Isso foi perceptível quando foi transferido do Hospital de Trauma para um hospital particular. Esse corte foi depois de uma luta corporal. Quando correu ainda sofreu duas facadas nas costas.

6- Ele estava sozinho ou acompanhado?

Não se sabe as circunstâncias do suposto assalto. Na única imagem disponível, das câmeras de segurança, Warley aparece sozinho dirigindo o carro. A Polícia Civil periciou o veículo para saber se havia mais alguém e revelou ter encontrado um fio de cabelo dentro do veículo e marcas de sangue também no banco de trás. Ainda não há uma conclusão.

7- Por que não houve queixa do assalto?

A polícia não recebeu qualquer boletim de ocorrência de Warley. A gravidade do ferimento explica em parte. De acordo com o Botafogo-PB, a primeira providência foi tratar da saúde do seu dirigente. O diretor jurídico do clube, Alexandre Cavalcanti, também justificou em entrevista coletiva que o crime se tornou público e automaticamente a Polícia Civil já abre o inquérito.

Na tarde desta sexta-feira, Warley fez o exame de corpo de delito e o caso foi encaminhado para a Delegacia de Roubos e Furtos, onde Cláudio Santos – amigo de Warley – prestou esclarecimentos ao delegado Diego Garcia.

8- Qual o real estado de saúde de Warley?

Segundo informações do último boletim divulgado pelo hospital, na noite desta sexta-feira, o paciente ainda se encontra internado na UTI apresentando quadro estável e será monitorado pelos médicos. Ainda de acordo com o boletim, Warley está consciente, sem dor e se preparando para uma nova cirurgia, no sábado, para a retirada de um cóagulo do pulmão esquerdo.

Comente

Camara Municipal

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here