Caso Lagoa: Zennedy, Socorro, ‘Superpoderosas’ e servidores recebiam brindes da Compecc

O engenheiro civil Glauco Oliveira, da Compecc Engenharia, afirmou que a empresa, responsável pelas obras da Lagoa do Parque Sólon de Lucena, oferecia “brindes” a funcionários da Prefeitura de João Pessoa e da Caixa Econômica Federal (CEF). A informação foi dada por ele durante depoimento à Polícia Federal. O Paraíba Já teve acesso a trecho do depoimento do engenheiro.

Em uma das anotações presentes na agenda de Glauco, que foi apreendida pela PF, consta uma lista de nomes e órgãos, acompanhados de “feminino”, “whisky” e “especial”.

“Trata-se de uma relação de brindes oferecidos pela empresa COMPECC para secretários e servidores da Prefeitura Municipal de João Pessoa nas festas de final de ano”, respondeu o engenheiro. Geralmente, os homens ganha whisky e as mulheres perfumes ou sabonetes da Natura.

O secretário Zennedy Bezerra, a secretária Socorro Gadelha, o ex-secretário Bruno Sitônio, a funcionária da Caixa Luciana Torres Maroja (esposa do ex-secretário Cássio Andrade), as servidoras da PMJP Ívila Medeiros e Aline Alves (conhecidas como “Meninas Superpoderosas”), além de vários servidores constam na lista de contemplados.

A Polícia Federal o questionou sobre a anotação “especial”, que constam ao lado de nomes como Zennedy, Socorro, Sitônio, Ívila e Aline. “Onde consta ‘especial’, geralmente, quando é homem, é whisky 12 anos, e quando mulher um perfume melhor”, disse Glauco; “trata de uma cortesia da empresa para retribuir o bom tratamento recebido”, completou.

Confira lista

A lista estava presente em uma agenda de Glauco Oliveira, que foi apreendida pela Polícia Federal. As imagens abaixo fazem parte de um inquérito da PF.

Comente