Caso Expedito: Justiça decreta prisão de sobrinho e mais dois suspeitos

Ex-prefeito de Bayeux foi morto a tiros por um homem em uma moto, no último dia 9 de dezembro, no bairro de Manaíra, em João Pessoa

A Justiça determinou a prisão preventiva de Ricardo Pereira, Gean Carlos da Silva Nascimento e Leon Nascimento dos Santos, suspeitos de participação na morte do ex-prefeito de Bayeux, Expedito Pereira. Os mandados foram autorizados na terça-feira (15), pelo juiz Marcos William de Oliveira, da 1ª Vara do Tribunal do Júri de João Pessoa.

Ricardo Pereira é sobrinho do ex-gestor e disputou vaga na Câmara Municipal de Bayeux nas eleições municipais deste ano.

De acordo com as informações divulgadas pelo blog do Wallison Bezerra, do Mais PB, a defesa de Gean chegou a ingressar com um habeas corpus para evitar a prisão.

Expedito Pereira foi morto a tiros por um homem em uma moto, no último dia 9 de dezembro, no bairro de Manaíra, em João Pessoa.