Carnaval de Salvador é oficialmente suspenso devido à pandemia

Prefeitura confirmou a suspensão nesta sexta-feira (27). Possível adiamento "vai depender da ampla disponibilização da vacina"

A Prefeitura de Salvador confirmou, nesta sexta-feira (27), a suspensão do carnaval de 2021, em razão da pandemia de covid-19. Por enquanto, o que está certo é que a festa não ocorrerá em fevereiro. Um novo dado, segundo o Executivo municipal, “vai depender da ampla disponibilização da vacina”.

“É oficial: em função da pandemia do coronavírus, não haverá carnaval de salvador em fevereiro. Um novo dado vai depender da ampla disponibilização da vacina. O calendário da festa será discutido no momento certo”, informou a prefeitura pelas redes sociais, pouco depois do prefeito ACM Neto (DEM) ter concedido entrevista coletiva sobre o tema.

É OFICIAL: Em função da pandemia do coronavírus, NÃO HAVERÁ CARNAVAL DE SALVADOR EM FEVEREIRO. Um novo dado vai depender da ampla disponibilização da vacina. O calendário da festa será discutido no momento certo.

Em agosto, ACM Neto — que deixa a carga em janeiro para dar lugar ao correligionário Bruno Reis, eleito no primeiro turno — disse ao Correio ser “muito improvável” a realização do carnaval em fevereiro e afirmou considerar um adiamento para junho ou julho. Ele contorno, ainda, estar buscando um consenso com outros prefeitos para a realização simultânea da festa.

Nesta sexta-feira, porém, a ACM reforçou que não há um dado confirmado para um possível adiamento adiamento. Também em uma rede social, o prefeito escreveu: “Só pode realizar um evento como o carnaval se houver vacina para todas as pessoas. Enquanto não sabe quando isso será possível, a única afirmação verdadeira é de que não haverá carnaval”.

ACM Neto fala sobre o carnaval de 2021
ACM Neto fala sobre o carnaval de 2021 (foto: Reprodução/Instagram)

Em 2020, segundo dados da Secretaria de Turismo do Estado e da Prefeitura, o carnaval de Salvador movimentou R$ 1,25 bilhão, com geração de 215 mil empregos temporários, tendo atraído um recorde de 16,5 milhões de foliões. Até o momento, a Bahia tem 392.381 casos confirmados de covid-19 e 8.185 mortes. Apenas na capital são 96.618 diagnósticos positivos da doença e 2.984 óbitos.

Do Correio Braziliense