Candidatos com patrimônio milionário disputam prefeituras na PB; confira ranking

De acordo com o levantamento do Paraíba Já, 59 postulantes têm mais de R$ 1 milhão em bens declarados ao Tribunal Superior Eleitoral

Candidatos com patrimônio milionário irão disputar as eleições deste ano nos municípios paraibanos. No total, 59 postulantes às prefeituras têm mais de R$ 1 milhão em bens declarados ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), conforme levantamento do Paraíba Já. As campanhas eleitorais começaram neste domingo (27).

No ranking dos 10 mais ricos que tentam se eleger no pleito deste ano na Paraíba, o primeiro lugar está ocupado pelo candidato a prefeito em Matacara, Izaias Bessa, do PL. De acordo com o site do TSE, o político soma nada mais nada menos do que R$ 11.494.845,07 em bens. Na relação, ele declara que é produtor agropecuário e dono de imóveis, além de ter 10 fazendas. Entre elas, a mais bem avaliada é a Fazenda Velozo, estimada em R$ 1,2 milhão.

O candidato a prefeito em Areia, no Brejo paraibano, João Francisco (PSDB) declarou R$ 11.425.456,22 e ocupa a segunda posição no ranking. De acordo com as informações prestadas ao TSE, ele é administrador, dono de metade de um prédio comercial em Campina Grande, avaliado em R$ 2 milhões e tem participação nas empresas Albuquerque Transportes de Cargas, Seridó Mineração e Albuquerque Representações Ltda. Além disso, ainda é proprietário de diversos imóveis e terrenos nos municípios de Areia, Solânea e João Pessoa.

Na terceira colocação está Adaurio Almeida, candidato à Prefeitura de Salgado de São Félix. Engenheiro e dono de duas fazendas, uma no município, avaliada em R$ 4 milhões e a outra, em R$ 2 milhões, ele também é proprietário de 120 garrotes nelore, avaliados em R$ 180 mil, um touro nelore e 63 vacas avaliados em R$ 120 mil. Na declaração, ainda consta que o político é dono da empresa Refriline Engenharia Ltda, além de possuir diversos imóveis e terrenos em Cabedelo, Campina Grande, Jericó e João Pessoa.

O candidato à reeleição em Sousa, Fábio Tyrone, do Cidadania, ocupa a quarta posição e declarou à Justiça Eleitoral que é empresário. Seus bens somam R$ 8.648.003,97. O político tem participação como sócio nas empresas Pau Brasil Distribuidora de Bebidas Ltda, Vera Cruz Empreendimentos Imobiliários Ltda, Sicred Alto Sertão, Sociedade Mercantil de Alimentos e Representações Ltda, Terra Brasil Urbanismo e Construções Ltda, Pau Brasil Atacado Distribuidora de Alimentos Ltda. Ele também é dono de diversos imóveis e terrenos no Ceará e na Paraíba.

Dona Aline, quinta colocada, é candidata a prefeita em Belém pelo PDT e declara que é empresária. Na relação de seus bens ao TSE, consta que ela é proprietária de 90 hectares de terras no município e possui diversos imóveis em São Paulo, além de ser sócia na Indústria Alimentícia 3 de Maio e fazer diversos investimentos.

Artur Bolinha (PSL), candidato a prefeito de Campina Grande, é empresário e dono da empresa Almeida Comércio de Artigos do Vestuário Eirelli. De acordo com as informações prestadas ao TSE, seu patrimônio soma R$ 6.559.932,24, o que o coloca na sexta posição do ranking. Conforme os dados, ele é sócio das empresas Mariah Confecções e Acessórios Ltda, Rafael Confecção e Acessórios Ltda, Asama Comércio de Artigos do Vestuário, Calçados e Acessórios Ltda, Mateus Comércio de Artigos do Vestuário, Calçados e Acessórios Ltda, AeC Empreendimentos Imobiliários, 3 filhos Comércio de Calçados e Acessórios, Marraf Comércio de Confecções e Acessórios, Almeida e Cia. Entre os seus bens também estão diversos imóveis e terrenos em Lagoa Seca, Campina Grande, João Pessoa, Cabedelo e em São Paulo.

Em sétimo lugar, aparece o candidato do PP à Prefeitura de Jericó, Hallysson Oliveira, declarou R$ 5.170.000,00 em bens na Justiça Eleitoral. O político possui um apartamento em Imperatriz, no Maranhão e é dono de um posto de combustíveis, também em Imperatriz, avaliado em R$ 5 milhões.

Ana Cláudia, do Podemos, é candidata a prefeita de Campina Grande e declarou, no momento do registro no TSE, que é advogada. Ela é dona de diversos imóveis em Campina Grande e seus bens somam R$ 4.912.579,80, o que a leva à oitava posição.

Os bens do candidato à reeleição em Caaporã, Kiko Monteiro (DEM), somam R$ 3.860.000,00 e com isso, ele fica na nona colocação. Conforme a relação, ele é dono de uma incorporadora avaliada em R$ 3 milhões, um terreno em Alhandra e imóvel em Caaporã, além de diversos veículos.

Em último, entre os dez mais ricos, está o ex-governador da Paraíba e candidato a prefeito de João Pessoa pelo PSB, Ricardo Coutinho, com R$ 3.508.918,71 em bens. Ele declara que é farmacêutico. Nos dados do TSE, consta que o socialista tem plano de previdência privada avaliado em R$ 786.713 mil e é dono de imóveis e terrenos na capital paraibana, além de ser proprietário da empresa RC Consultoria Eireli.