Campus Festival terá desafio financeiro para estudantes, em João Pessoa

O Campus Festival 2019, que acontece de 2 a 5 de outubro, no Espaço Cultural José Lins do Rêgo vai contar com uma gincana de atividades financeiras para jovens. A ação é voltada para estudantes de escolas da rede estadual e da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), que vão participar do Campus Academy.

O evento, que tem realização do Sebrae Paraíba em parceria com o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Educação, Ciência e Tecnologia (SEECT) e da UEPB, também vai contar com oficinas de empreendedorismo e inovação ministradas pelo Sebrae para 70 alunos egressos do Campus Academy 2018. Estes estudantes também vão relatar, por meio de TEDs, suas experiências do ano anterior aos alunos da maratona. Discentes do curso de Relações Públicas e da Empresa Júnior do campus da UEPB em João Pessoa também vão participar das atividades.

De acordo com a analista técnica do Sebrae Paraíba, Humara Medeiros, a abertura oficial do Campus Academy será no dia 2, com programação ainda em definição. “O Campus Academy nasceu da ideia de trazer alunos do Ensino Médio para participar de um evento que fosse pautado em empreendedorismo e inovação. Este ano, os temas serão trabalhados com alunos do 1º ano, que seguirão com os assuntos na grade curricular deste ano e do próximo”, explicou.

Para as atividades da maratona “Ouse Criar”, que serão voltadas a 368 estudantes do 1º ano do Ensino Médio de Escolas Cidadãs Integrais (ECIs) e Escolas Cidadãs Integrais Técnicas (ECITs) de João Pessoa, sete empresas locais vão apresentar problemas reais enfrentados eu seus cotidianos e os estudantes terão três dias para desenvolver uma solução real para as questões. “Eles terão o momento de ideação e prototipagem e, no último dia, acontecerão os pitchs, que são as apresentações das soluções. O grande ganho é que eles terão a oportunidade de vivenciar uma imersão na qual serão apresentados conceitos e poderão experimentar ferramentas para a resolução destes problemas. Isso é bom para desenvolver a habilidade empreendedora”, destacou Humara Medeiros.

Comente