Cagepa garante que águas do Rio São Francisco abastecerão Serra Branca e região

0

O diretor presidente da Cagepa, Hélio Cunha Lima, anunciou que o órgão fará no próximo mês a tomada d´água do rio Paraíba entre o município do Congo e Sumé que garantirá que as águas da transposição do São Francisco abasteçam municípios de Sumé, Serra Branca, São João do Cariri e adjacências. A garantia foi dada durante reunião nesta terça na sede da Cagepa dos gestores da companhia com o vereador de Serra Branca, Guilherme Gaudêncio (PSB) e o presidente do PSB de Serra Branca, Clóvis Gaião que foram solicitar celeridade na execução dos projetos complementares à transposição das águas do Rio São Francisco.

Durante a audiência, o diretor presidente e o diretor de Expansão da Cagepa, Simão Almeida, afirmaram que o governador Ricardo Coutinho determinou celeridade e todas as providências estão sendo tomadas para que as águas que chegarão em Monteiro no final do mês de fevereiro sejam captadas para o sistema adutor do Congo e possam abastecer todos os municípios do Cariri. Simão informou que haverá uma reunião entre a Cagepa e a Funasa na próxima terça feira, às 16h, em Monteiro, para definir um cronograma integrado de trabalho.

Após a reunião o vereador Guilherme Gaudêncio disse que a Cagepa explicou todo o projeto o que demonstra que o governo do Estado vem tratando como prioridade as obras hídricas no Cariri, ao contrário do que andou acusando deputados da oposição. “Vivemos uma crise hídrica muito grande nestes cinco anos de estiagem e todos estávamos bastante preocupados com o nível do açude de Sumé que abastece a região e hoje está com apenas 1% de sua capacidade. Mas temos muita esperança que as águas da transposição vão mudar essa difícil realidade”.

O presidente do PSB de Serra Branca, Clóvis Gaião, destacou que o atual governo vem priorizando as obras hídricas estruturantes e também o auxílio dos municípios com a perfuração de poços, cisternas, adutoras de engate rápido como a de Sumé e carros pipa para socorrer o Caririzeiro nesta que é a pior seca dos últimos 50 anos. “Não adianta um deputado de Campina vir no Cariri e de forma irresponsável acusar o governo Ricardo de abandonar as obras hídricas complementares da transposição. São mentiras que não se sustentam e “caem por terra” nos primeiros argumentos”.

Comente

Antares

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
E-mail: [email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here