Cacimba de Areia é alvo do MPPB por funcionária fantasma e benefício social indevido

Uma contratada temporariamente pela prefeitura teria recebido salários sem exercer efetivamente as suas funções

O 4º promotor de Justiça de Patos, Ernani Neves Rezende, resolveu instaurar dois inquéritos civis para apurar as denúncias de funcionário fantasma e benefício assistencial indevido em Cacimba de Areia. De acordo com as portarias publicada no Diário Oficial do Ministério Público da Paraíba, o promotor considerou a necessidade de verificar as irregularidades envolvendo Aline Arcoverde Teixeira, contratada temporariamente pela prefeitura, e Francisco de Assis Figueiredo Soares, beneficiário de auxílio social.

De acordo com a denúncia, Aline Arcoverde Teixeira teria recebido salários sem exercer efetivamente as suas funções, caracterizando-se como funcionário fantasma. Além disso, Francisco de Assis Figueiredo Soares teria recebido indevidamente um benefício assistencial, sem comprovar a sua situação de carência, causando prejuízo ao erário.

O promotor determinou a notificação da Secretaria de Ação Social e do Município de Cacimba de Areia, para que enviem, no prazo de 15 dias, as informações solicitadas sobre os casos, sob pena de responsabilização legal.

Veja documentos:

Loader Loading...
EAD Logo Taking too long?

Reload Reload document
| Open Open in new tab
Loader Loading...
EAD Logo Taking too long?

Reload Reload document
| Open Open in new tab