Cabo Gilberto sobre debandada da oposição: “Eduardo e Raniery foram para lá de graça?”

Deputado estadual comentou em entrevista ao programa 'F5' da 89 Rádio POP, sobre sua possível ida para a liderança da oposição na ALPB

Após perder Raniery Paulino (MDB), nesta quarta-feira (29) a oposição na Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) teve a baixa de Eduardo Carneiro (PRTB), que migrou também para a base do governador João Azevêdo (Cidadania). O deputado estadual Cabo Gilberto Silva (PSL) comentou, nesta quarta em entrevista ao programa ‘F5’, da 89 Rádio POP, sobre a debandada da bancada e sugeriu que a “caneta” do Chefe do Executivo atraiu os parlamentares.

“São 36 cabeças, cada um responde pelos seus atos. Perdemos Raniery para base do governo e agora o vice-líder Eduardo Carneiro, mas não vai atrapalhar em nada meu mandato. Fui eleito defendendo pauta oposicionista, estou à disposição da oposição. Se ficar dois, três, quatro, oito, trabalharei da mesma forma que venho trabalhando”, afirmou o deputado.

A bancada de oposição agora conta com dez deputados. Cabo Gilberto sugeriu que o poder da “caneta” do Governo. “O poder do governo é muito forte, deixo claro a população que isso não vai acontecer comigo. Eduardo Carneiro foi para lá de graça? Raniery foi de graça? Quem defende governo de graça sou eu, que defendo Bolsonaro”, disparou o parlamentar.

Movimentações eleitorais

O deputado Cabo Gilberto é coordenador de campanha do pré-candidato Wallber Virgolino (Patriota) à Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP). O parlamentar declarou que está atuando para o presidente Jair Bolsonaro “abençoar” a futura candidatura de Wallber.

“Se fechar esse apoio, temos chances de ganhar no primeiro turno”, sentenciou Cabo Gilberto. “Se Bolsonaro botar a mãe em Wallber, ele se elege no primeiro turno”, completou.

Conforme o deputado, ele e pré-campanha de Wallber dialogam com partidos como Republicanos, PSDB, DC, DEM e Progressistas. Algumas das siglas têm

Questionado sobre contato com o candidato do prefeito Luciano Cartaxo, ele foi direto: “Não apoio de jeito nenhum”. Bem como não inicia tratativas com o candidato do governador.