Cabo Gilberto se contradiz ao defender “vacinação voluntária” após polêmica na ALPB

Parlamentar bolsonarista entrou na sessão de hoje sem ter se vacinado e chegou a criticar a medida adotada pela Casa

Após gerar polêmica durante o retorno das sessões da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), nesta terça-feira (5), por não estar vacinado contra a Covid-19, o deputado estadual Cabo Gilberto (PSL) entrou em contradição ao afirmar que irá se vacinar, mas disse que vacinas são experimentais e que a imunização deveria ser voluntária.

+Após polêmica na ALPB, Cabo Gilberto diz que vai se vacinar contra Covid-19

“Deixei claro que sou favorável às vacinas. Agora, o que eu sou contrário e vou continuar defendendo, é o cumprimento do artigo 5° da Constituição. Falamos muito em direito coletivo e individuais, isso não se discute, mas a vacina é experimental, estão na segunda fase, a primeira vai vencer em 2022 e a outra em 2023. As pessoas não podem ser forçadas, tem que ser de forma voluntária. Vou me vacinar o mais rápido possível”, disse.

+“Cabo Gilberto tripudia da dor de muitas famílias”, diz presidente do Agir 36

O parlamentar bolsonarista, que chegou a criticar a medida adotada pela ALPB, entrou no local após apresentar teste negativo para Covid-19. Ele mudou de ideia e irá se vacinar após o presidente da Casa, Adriano Galdino (PSB), revelar que enviaria uma representação contra o líder da oposição no Conselho de Ética por descumprir a resolução.