Brasil goleia China e leva ouro inédito no goalball em Tóquio

(Foto: Reprodução/Twitter)

A seleção brasileira masculina conquistou a medalha de ouro inédita no goalball ao vencer a China por 7 a 2, na final das Paralimpíadas de Tóquio, nesta sexta-feira. Bicampeão mundial em 2014 e 2018, a equipe agora conseguiu a sua primeira consagração paralímpica.

O Brasil havia ido ao pódio das últimas edições das Paralimpíadas, conquistando uma prata e um bronze, e agora sairá coroado no Japão com uma medalha dourada no peito.

Na fase de grupos, o Brasil fez boa campanha. Logo no primeiro jogo, a seleção bateu a Lituânia com uma vitória maiúscula por 11 a 2. Nas partidas seguintes, a equipe venceu a Argélia e o Japão, perdendo apenas para os Estados Unidos. Depois, encarou a Turquia nas quartas de final e triunfou por 9 a 4. Na semifinal, voltou a enfrentar a Lituânia e ganhou o confronto por 9 a 5.

A FINAL

A partida iniciou com os dois times explorando seu estilo de jogo para tentar ditar o ritmo da grandíssima final. Parazinho fez uma boa defesa, e impediu que a China inaugurasse o placar. O trio chinês em quadra teve dificuldade em duas bolas brasileiras, que oferecem muito perigo ao gol.

Com substituição de um jogador da China, Mingyao Hu deu trabalho para Parazinho, que fez outra ótima defesa. Faltando dois minutos para o final do primeiro tempo, Romário abriu o placar com uma bola difícil no canto do gol esquerdo.

Parazinho acertou uma ótima bola, quebrando a defesa da China, no meio de dois adversários, e balançou a rede novamente para o Brasil.

No começo do segundo tempo, o Brasil cobrou uma penalidade com Leomon, que fez o terceiro gol da partida e aumentou a vantagem brasileira no placar. Mingyuan Yang diminuiu com um gol para o lado chinês, mas Leomon não facilitou e marcou seu segundo gol no jogo, o quarto do Brasil.

Logo após o gol brasileiro, Mingyuan Yang acertou ótima bola e fez o segundo gol da China.

Parazinho balançou a rede no quinto gol do Brasil com uma bola em profundidade, e ajudou o Brasil dar mais um passo em busca do ouro. Apesar da vantagem, a China insistiu no ataque, mas parou nos pés de Parazinho, com uma incrível defesa.

O Brasil fez o sexto gol em uma penalidade com Leomon, faltando quatro minutos para o fim da partida, dificultando a vida dos chineses. Parazinho conseguiu defender uma sequência de ataques importantes, e a China, precisando da vitória, foi para o tudo ou nada.

Com diagonais perigosas, os adversários exploraram a defesa da equipe brasileira, que se ergueu como uma muralha, e terminou a partida sem tomar mais nenhum gol.

Parazinho ainda sacramentou a vitória com mais um gol, faltando menos de cinco segundos para acabar a partida. A seleção brasileira venceu com o placar de 7 a 2.

Da Folha de S.Paulo