Botafogo-PB vence fora de casa e assume a liderança na Copa do Nordeste

Pela quarta rodada da Copa do Nordeste, o Botafogo-PB foi até Maceió neste domingo (16) visitar o CSA-AL. Em um jogo muito fraco tecnicamente, o Belo se aproveitou da fragilidade do adversário e marcou no último lance do jogo para vencer por 1 a 0 e assumir a liderança do Grupo A.

Com a vitória, o Belo chega aos 8 pontos e fica na liderança do Grupo A da Copa do Nordeste, com três pontos a mais que o Fortaleza, que entra em campo nesta segunda-feira (17), quando vai enfrentar o Imperatriz-MA.

Pelo regional, o Botafogo-PB volta a campo dia 26, fora de casa, para encarar o Ceará. Antes, o time volta as atenções para o Campeonato Paraibano, jogando contra o Campinense, na quarta-feira (19), e CSP, no sábado (22).

Já o CSA-AL segue sem vencer na Copa do Nordeste, e soma 1 ponto apenas, ocupando a lanterna do Grupo B.

Assista abaixo o gol salvador de Dico:

O jogo

Para buscar a ponta da tabela, o time pessoense não contou com o lateral-direito Léo Moura, poupado para aprimorar a forma física, e o atacante Kelvin, com suspeita de luxação no cotovelo direito. Mas mesmo modificado, o Belo voltou a mostrar conformismo com a não-derrota desde os primeiros minutos de jogo e praticamente não se arriscou no ataque durante a primeira hora de jogo.

Por sorte, o CSA-AL mostrava muita dificuldade para encontrar espaços, esbarrando também em uma ótima partida do zagueiro Fred, e a partida era bastante morna.

Aos 32, por muito pouco o Azulão não abrir o placar. Allano fez ótima jogada individual pela direita, passou por dois botafoguenses, cortou para o meio e chutou de canhota. A bola bateu no poste direito de Samuel Pires, cruzou toda extensão do gol, mas não entrou.

Quatro minutos mais tarde, Rodrigo Pimpão recebeu na meia esquerda, passou por quatro defensores e Diego Maurício pegou o rebote na entrada da área. O atacante ex-Flamengo chutou de direito, e a bola passou perto da trave esquerda do time paraibano.

Sem criar nada na primeira etapa, o Belo era basicamente um time de expectadores que estavam dentro do gramado. Com um poder ofensivo quase nulo quando tinha a bola, apenas tentava se organizar na defesa para evitar o gol dos alagoanos.

Segundo tempo

No intervalo, Evaristo Piza voltou para campo com Dico e Mário Sérgio na vaga da dupla de ataque titular formada por Lohan e Pimentinha, que produziu muito pouco na primeira etapa.

A primeira finalização relevante do Belo no jogo foi apenas aos 15 do segundo tempo, quando Rodrigo Andrade cobrou falta da esquerda e Mário Sérgio cabeceou no meio do gol, para fácil defesa do arqueiro Thiago Rodrigues.

Em seu ponto forte, a bola parada, quase o Botafogo-PB abre o placar. Após cobrança de escanteio, aos 29, Luís Gustavo subiu mais que todo mundo para mandar de cabeça e obrigar o goleiro alagoano a trabalhar bem pela primeira vez na partida.

Quando o a 0 parecia sacramentado, Everton Heleno mostrou que é diferenciado e, da esquerda, encontrou Dico nas costas de Diego Renan. O baixinho, sem precisar tirar os pés do chão, escorou de cabeça e mandou no canto esquerdo de Thiago Rodrigues para sacramentar a vitória botafoguense no Rei Pelé. As informações são do blog Voz da Torcida.

Comente