Botafogo-PB diz que irá à CBF por erros de arbitragem e garante permanência de Piza

A diretoria do Botafogo-PB vai enviar uma reclamação formal à Confederação Brasileira de Futebol reclamando de dois erros de arbitragem na partida entre Imperatriz-MA e Botafogo-PB, que terminou em 2a 1, de virada, para a equipe maranhense.

O jogo aconteceu na noite dessa quinta-feira (25), no Estádio Frei Epifânio D’Abadia, em Imperatriz.

O primeiro lance contestado pela diretoria botafoguense aconteceu aos 12 minutos do segundo tempo, quando em um ataque do Cavalo de Aço, Enercino conseguiu tomar à frente do adversário e, claramente, roubou a bola de maneira limpa.

No entanto, o juiz da partida, Luiz Paulo de Moura Pinheiro, do Mato Grosso, entendeu o lance como faltoso e puniu Enercino com cartão amarelo. Por já ter sido amarelado anteriormente, ele acabou expulso de campo.

A parti daí, o Imperatriz-MA tomou conta dos principais lances ofensivos da partida e chegou ao empate já aos 20 minutos.

Cerca de cinco minutos após expulsar o jogador botafoguense, o árbitro protagonizou outro lance polêmico e prejudicou o Botafogo-PB pela segunda vez quando o meia Erivélton, que havia entrado no lugar do atacante Dico, invadiu a área e foi tocado por trás. O juiz, porém, mandou o jogo seguir.

“O árbitro nos prejudicou em dois lances. Expulsou Enercino em uma jogada que não foi nem falta. A expulsão prejudicou o desempenho da equipe no jogo e ainda tivemos o pênalti não marcado. Fomos prejudicados. Irei me inteirar do prazo legal, mas vamos reclamar formalmente na CBF”, afirmou Sérgio Meira, presidente do Belo.

Questionado sobre a possibilidade de demissão do treinador Evaristo Piza, que soma seis jogos sem vitórias no comando do Botafogo-PB, Sérgio foi enfático.

“Piza fica até o final (da Série C)”, garantiu.

Em entrevista ao Portal Correio após o jogo, o treinador Evaristo Piza lamentou o resultado e criticou as falhas da arbitragem.

“Eu achei que os erros (do árbitro) acarretaram na derrota. Estávamos vencendo, com o jogo equilibrado, e em um erro bisonho, que nem falta foi, ele deu o vermelho. Ele atrapalhou todo o andamento do jogo e depois fez vista grossa no pênalti em Erivélton. É muito triste perder dessa forma, mas cabeça no lugar pois a equipe, mesmo com um homem a menos, lutou e não se entregou. Foi valente”, disse Piza.

O treinador botafoguense ainda revelou que o árbitro teria pedido desculpas a Erivélton depois do lance, alegando não ter visto a penalidade porque estava longe da jogada.

Pelo Instagram, o meia Clayton também se mostrou insatisfeito com o resultado da partida e atribuiu a derrota ao árbitro.

Com o resultado desta quinta, o Belo aguarda a conclusão da rodada, no domingo (28) para avaliar as reais chances de classificação ao mata-mata da competição, uma vez que dependendo dos resultados o time pode ficar cinco pontos atrás do quarto colocado e cair para a sétima colocação.

“Esse grupo já mostrou para a torcida que é capaz de conseguir muitas coisas. Já vi os vídeos com os erros da arbitragem e irei mostrar aos jogadores para motivá-los. As chances de classificação são claras e temos confrontos diretos contra Confiança e Náutico. São doze pontos em disputa ainda e nas rodadas seguintes os clubes do G4 irão se enfrentar. Estamos na briga”, analisou.

Por enquanto, o Botafogo-PB é o sexto colocado no grupo A da Série C, com 18 pontos. O próximo compromisso do Belo na competição é no dia 4 de agosto, quando enfrenta o Confiança-SE, às 18h, no Almeidão, em João Pessoa. Até lá, Evaristo Piza terá sete dias para preparar a equipe. Com informações do Voz da Torcida.

Comente