Botafogo joga mal, empata com o São Paulo Crystal e fica na bronca contra arbitragem

Em um jogo fraco que ficou emocionante no fim, São Paulo Crystal e Botafogo-PB se enfrentaram, no estádio Almeidão, pela sexta rodada do Campeonato Paraibano. Com dois gols na segunda etapa, o placar ficou em 1 a 1, com direito a lei do ex, com o gol de empate do Carcará do Engenho sendo marcado pelo volante ex-Belo Léo Henrique.

A primeira grande chance do jogo foi do São Paulo Crystal. Aos 16 minutos, em falta de muito longe, pela meia esquerda, Biro Biro surpreendeu e soltou a bomba. A bola passou com muito perigo, tirando tinta do ângulo direito de Samuel Pires.

Desentrosado por atuar com time misto, o Botafogo-PB, além de deixar a desejar na criatividade, não conseguia encaixar  a marcação e cometia uma falta a cada 2 minutos até os 30 do primeiro tempo, tomando três cartões amarelos nesse período.

Segundo tempo

Depois de um primeiro tempo de produtividade ofensiva nula, Evaristo Piza mexeu no intervalo e sacou Everton Heleno e Rodrigo Andrade, dois dos titulares que iniciaram do jogo, e colocou em campo Marcos Vinicius e Pimentinha.

O Botafogo-PB só assustou pela primeira vez na partida aos 8 da segunda etapa. Erivélton cobrou escanteio da esquerda e Luís Gustavo subiu mais que todo mundo para cabecear com perigo. A bola passou perto do poste esquerdo de João Manuel.

A resposta do São Paulo Crystal veio aos 12. Biro Biro recebeu na esquerda, cortou para o meio e bateu firme, mas Samuel Pires espalmou para escanteio.

Em grande jogada individual, aos 21, Marcos Vinícius roubou a bola na intermediária, foi driblando para o meio e, da meia-lua da grande área, bateu no canto direito da meta do time do brejo. A bola passou muito perto da trave.

Dois minutos mais tarde, Dico cruzou da direita na cabeça de Lucas Simón, mas o atacante argentino apenas raspou na bola, que foi por cima do travessão.

Em lance de bola parada, finalmente a rede balançou. Aos 32, Erivélton cobrou escanteio bem fechado, e Luís Gustavo, quase em cima da linha, só escorou com a testa para estufar a rede e marcar o primeiro gol do jogo.

Mas a lei do ex não poderia deixar de aparecer. Aos 41, Léo Henrique recebeu na direita dentro da área e bateu cruzado, de pé direito. A bola foi no cantinhoo direito de Samuel Pires e deixou tudo igual no marcador.

Por muito pouco Luís Gustavo não marca novamente aos 46. Dico cobrou escanteio da esquerda e o zagueirão subiu bastante, mas desta vez a bola passou a esquerda da meta de João Manuel.

O Belo chegou a balançar as redes mais uma vez. Após cobrança de escanteio da direita, Lucas Simón tocou para o meio, Dico desviou e Donato mandou para o gol, mas a arbitragem marcou impedimento no lance, para muita reclamação dos jogadores botafoguenses.

Faltou pouco para o Carcará do Engenho virar o jogo. Aos 51, Henrique recebeu de Arthur Diego, invadiu a área e tocou na saída de Samuel Pires, que fez uma grande intervenção e evitou o gol do time de Cruz do Espírito Santo.

Com o empate, o São Paulo Crystal chega aos 5 pontos e segue na quarta colocação do Grupo B. O próximo compromisso da equipe do brejo será diante do Treze, no Presidente Vargas, no domingo (08). O Botafogo-PB, por sua vez, fica com 11 pontos, na segunda posição do Grupo A. Na quarta (04), o time entra em campo pela Copa do Brasil, no Maracança, quando vai duelar com o Fluminense em jogo único. Informações do Voz da Torcida.

Ficha técnica

São Paulo Crystal 1 x 1 Botafogo-PB

Campeonato Paraibano 2020
01/03 – 6ª rodada
Estádio: Almeidão (João Pessoa)

Arbitragem: José Ferreira Neto; Ruan Neres e Gleydson Francisco.

Gols: Luís Gustavo (B); Léo Henrique (S)
Cartões amarelos: Rogério, Rodrigo Andrade (B)

São Paulo Crystal: João Manuel, Michel, Renan, Dipão (Alenílson), Carioca; Welton, Léo Henrique, Henrique, Leandro (Arthur Diego); Biro Biro e Lúcio Curió (Walter). Técnico: Wilton Bezerra.

Botafogo-PB: Samuel Pires, Israel, Donato, Luís Gustavo, Marcelo Xavier; Rogério, Everton Heleno (Marcos Vinicius), Erivélton, Rodrigo Andrade (Pimentinha); Dico e Lohan. Técnico: Evaristo Piza.

Comente