Bolsonaro dá ao Centrão o comando de fundo bilionário da Educação

Com a nomeação, o presidente segue na tentativa de montar um grupo de aliados que impeça, por exemplo, a abertura de processo de impeachment contra ele

Na insistência em formar base no Congresso, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) entregou ao PL, partido do chamado Centrão, a Diretoria de Ações Educacionais do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE).

A nomeação de Garigham Amarante Pinto, assessor do partido na Câmara, foi publicada nesta segunda-feira (18/05), no Diário Oficial da União (DOU). A legenda é comandada pelo ex-deputado Valdemar da Costa Neto, condenado no processo do mensalão.

O cargo mais recente de Garigham era de assessor do líder do PL na Câmara, deputado Wellington Roberto (PB).

Vinculado ao Ministério da Educação (MEC), o FNDE é um dos espaços mais cobiçados por políticos. O orçamento neste ano é de R$ 29,4 bilhões. Com a nomeação, o presidente segue na tentativa de montar um grupo de aliados que impeça, por exemplo, a abertura de processo de impeachment contra ele.

O órgão vem sendo alvo de corrupção investigada pelo Ministério Público. Um dos escândalos refere-se à contratação de uma empresa para fornecer kits escolares a estudantes que desviou R$ 134,2 milhões de dinheiro público da saúde e da educação na Paraíba.

Do Metrópoles

Comente