Bolsonarista, subprocurador paraibano chama Moraes de “tirano”

O subprocurador-geral da República Etiel Santiago Pereira usou um grupo de advogados nas redes para atacar o ministro Alexandre de Moraes. Ele criticou a decisão de Moraes em afastar o governador Ibaneis Rocha (MDB) do cargo por 90 dias. O chamou de “tirano”.

Eitel é admirador de Jair Bolsonaro, já foi candidato a deputado federal pelo PP, ex-partido do ex-presidente, em 2018. E já afirmou que “Deus foi responsável” por ter colocado Bolsonaro no poder.

Na mensagem, no grupo de advogados da Paraíba batizado de “Justiça e Direito”, Eitel parabeniza o presidente da seccional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) do estado, Harrison Targino, por ter criticado os atos violentos do último domingo, em Brasília, mas também o elogia por criticar Moraes.

E escreve na postagem:

“Parabenizo, também e principalmente, por criticar, com coragem, os abusos que vêm sendo cometidos pelo ministro Alexandre de Moraes, entre os quais a suspensão do exercício de suas funções, por 90 dias, do governador do DF, sem lhe assegurar o direito de se defender da acusação de omissão”.

E ataca Moraes:

“O referido ministro do STF vem se transformando num tirano e quem acredita realmente no Direito não pode deixar de criticar sua conduta”.

Procurado pelo Blog do Noblat, ele confirmou que fez essa postagem no grupo, mas não queria dar entrevista.

“O que tá escrito é o que está escrito” – afirmou Eitel.

Ele já foi secretário-geral da Procuradoria-Geral da República nessa gestão de Augusto Aras. Eitel deixou esse cargo em agosto de 2020, depois de críticas à Lava-Jato e elogios a Bolsonaro.

O Blog do Noblat procurou a assessoria do STF caso Alexandre de Moraes deseja se manifestar. O espaço segue aberto ao ministro. Do Metrópoles.