Berg contraria MPF e mantém contrato com empresa investigada na ‘Famintos’; inquérito é aberto

O Ministério Público da Paraíba (MPPB), através de Promotoria de Justiça de Bayeux, abriu inquérito para investigar o prefeito do município, Berg Lima, por supostas irregularidades na compra de alimentos pela gestão.

A primeira delas seria a manutenção do contrato com a empresa SM Distribuidora de Alimentos EIRELI, uma das investigadas na operação ‘Famintos’, que investiga desvio de recursos na aquisição de merenda escolar pela Prefeitura Municipal de Campina Grande.

O (MPF) determinou a suspensão e a revisão dos contratos das prefeituras com a empresa. De acordo com o Ministério Público, a gestão Berg Lima não realizou a revisão do contrato.

O Ministério Público observou ainda que a “SM Distribuidora de Alimentos Eirele teve suas atividades suspensas e foi impedida de contratar com o Poder Público, medida esta que já se encontra lançada no Cadastro Nacional de Empresas Inidôneas e Suspensas (CEIS) da Controladoria-Geral da União”.

Outra irregularidade encontrada pela promotora Maria Edlígia Chaves Leite foi à Casa da Merenda e o Restaurante Popular do município, com falta de carne, já que a Cooperativa Agricultura Familiar não está fazendo os devidos repasses, além de que “muitos alimentos não estão sendo adquiridos pelo Município de Bayeux”.

Confira o inquérito:

Comente