Bancada federal da PB realiza nova reunião para definir destino de emendas

Os deputados federais da Paraíba, se reunirão nesta quarta-feira (19), em Brasília, a partir das 16h, para definir definitivamente, para onde serão destinadas as duas emendas coletivas que a bancada tem direito, no valor de R$ 224,7 milhões. A principio os parlamentares deram prioridade as obras hídricas, de mobilidade e saúde.

“Realizamos uma reunião aberta, com a presença dos parlamentares, prefeitos, secretários e dirigentes de entidades para discutir o destino das emendas e isso mostra que decidimos as demandas de forma democrática, dando voz a todos”, comentou o coordenador da bancada, Benjamin Maranhão (SD).

Na reunião ficou acordado que uma das emendas, caso não tenha recurso garantido para a obra junto ao Banco Interamericano, será para o terceiro eixo da transposição do Rio São Francisco, que levará água para o açude de Coremas/Mãe D’Água. “Estamos esperando resposta do Ministério da Integração se existem os recursos, pois se estiverem garantidos, destinaremos a emenda para outra iniciativa”, explicou Benjamin.

As outras obras seriam a terceira faixa da BR-230 de Cabedelo a Oitizeiro, na região metropolitana de João Pessoa; Canal de Bodocongó, em Campina Grande; obras de mobilidade na Capital; além de ações voltadas para a saúde. De acordo com o coordenador, o importante é destinar emendas para obras que sejam exequíveis, pois assim a Paraíba não perde recursos.

A reunião contou com a participação dos prefeitos de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PSD); de Campina, Romero Rodrigues (PSDB); de Guarabira, Zenóbio Toscano; do secretário de Estado de Governo, Efraim Morais; além de representantes do IFPB e do Tribunal Regional do Trabalho.

Além de Benjamin, participaram da reunião os deputados Veneziano (PMDB), Aguinaldo Ribeiro (PP), Hugo Motta (PMDB), Manoel Junior (PMDB), Wellington Roberto (PR), Efraim Filho (DEM), Wilson Filho (PTB), Rômulo Gouveia (PSD), Luiz Couto (PT) e Dr. Damião (PDT). Também estiveram presentes os senadores José Maranhão (PMDB), Raimunda Lira (PMDB) e Deca (PSDB).

As emendas – o prazo final para que sejam apresentadas as emendas é até o próximo dia 20. Cada parlamentar pode apresentar até 25 emendas de execução obrigatória (impositivas), no valor global de R$ 15,3 milhões, valor semelhante ao que vigorou para o orçamento deste ano. Além dos 594 congressistas, as comissões permanentes e as 27 bancadas parlamentares podem propor emenda ao orçamento do próximo ano, estas últimas direcionadas para projetos de interesses dos estados.

Com informações do WScom

Comente