A reunião da bancada governista na Câmara de João Pessoa com o prefeito Luciano Cartaxo (PSD) terminou com uma estratégia velha. É que toda vez que a oposição ameaça protocolar o pedido de instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar as irregularidades na obra da Lagoa, eles ressuscitam ideias de outras CPIs. Mais uma vez, a base cartaxista anuncia protocolar três comissões para investigar possíveis ilícitos ocorridos muito antes de Cartaxo assumir a prefeitura e metade da legislatura mirim atual sonhar em ocupar um espaço na Casa de Napoleão Laureano.

Os parlamentares protocolaram três pedidos de abertura de Comissões Parlamentares de Inquérito na mesa diretora. Como o Regimento Interno da Casa prevê o limite máximo de apenas três investigações simultâneas no Legislativo, a pretendida pela oposição entraria na fila. O grupo oposicionista tem apenas oito das nove assinaturas necessárias para protocolar o pedido. Os governistas, por outro lado, não tiveram esse problema. Eles protocolaram as CPIs do “Jampa Digital”, “Cuiá” e do “Gari Bebê”.

Ao todo, dos 27 parlamentares da Casa de Napoleão Laureano, 19 são governistas. Havia a expectativa de que a vereadora Raíssa Lacerda (PSD), que não compareceu à reunião desta quarta-feira (20) fosse o nono voto. A decisão de Raissa deve ser tomada até segunda-feira.

 

 

Comente