O deputado estadual Raoni Mendes (DEM) fez uma comparação nesta quinta-feira (30), das obras realizadas no Estado do Rio de Janeiro, com a obra da Lagoa em João Pessoa. Segundo o parlamentar estadual, as obras são bonitas, mas que tiveram desvios de verbas, superfaturamento, entre outras irregularidades e resultou na prisão de três ex-governadores do Estado fluminense.

Segundo Raoni, a obra da Lagoa não fica a quem desta realidade do Rio de Janeiro. O deputado lembrou que os aliados do prefeito Luciano Cartaxo (PSD) fazem questão em ressaltar do empoderamento da obra, mas que isso não quer dizer que a mesma está fora do processo de corrupção.

“A todo instante quando nós falamos da obra da Lagoa, se trata por parte dos defensores do prefeito, de que isso seria inveja por que seria uma obra bonita e que representa algo histórico e que nunca foi feito, mas enfim, eu quero deixar muito claro que não é porque a obra seja muito bonita que ela vá está fora do processo de corrupção”, disparou.

O deputado comparou com as obras realizadas por ex-governadores do Rio de Janeiro, Antony Garotinho e Sergio Cabral: “quantas coisas foram feitas no Rio de Janeiro por exemplo, que foram bonitas e bem feitas por Sergio Cabral e Antony Garotinho e que estavam eivadas de corrupção e nós sabemos aonde eles estão?”, questionou.

Raoni disse que não pode permanecer em um debate em que a Controladoria Geral da União (CGU) já tem comprovação de desvio de cerca de R$ 10 milhões na obra da Lagoa. “Então eu não posso ficar em um debate pequeno, quando a CGU está com a comprovação do desvio de R$ 10 milhões da obra superfaturada da Lagoa. Precisamos de fato é debater aonde foi parar os R$ 10 milhões desviados da obra da Lagoa”, resumiu o deputado estadual Raoni Mendes.

As declarações do deputado foi no programa Jornal das Cidades, na Rádio 100.5 A FM Líder.

Comente

Camara Municipal

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here