Avanço de sinal vermelho e ‘vício’ em alta velocidade: as multas do empresário Ruan Macário

Lista oficial de infrações do veículo e do empresário foram repassadas com exclusividade ao portal Paraíba Já

O empresário Ruan Macário, que atropelou e matou o motoboy Kelton Marques após acidente num semáforo do Retão de Manaíra no sábado (11), já foi multado por dirigir embriagado, por realizar manobras, transitar em velocidade acima do permitido e dirigir ameaçando pedestres e veículos. Os dados são da consulta via Departamento Nacional de Trânsito (Detran), e enviado ao Paraíba Já com exclusividade pelo advogado, assistente de acusação, Luiz Pereira.

+ Leia também: Vídeo mostra que motorista dirigia a 160 km/h quando colidiu com motoboy em Manaíra

Além disso, ressalte-se uma infração cometida por Ruan em fevereiro deste ano. O empresário foi multado por avançar sinal vermelho, às 11h57, do dia 21 de fevereiro deste ano. Infração aconteceu menos de sete meses antes do acidente que vitimou Kelton.

Em pouco mais de um ano, Ruan Macário acumula, no mínimo, seis multas por transitar acima da velocidade permitidas nas vias. As multas aconteceram em três estados, sendo uma em São Paulo, duas no Ceará e três na Paraíba. A última infração aconteceu em Cajazeiras, no dia 12 de agosto deste ano, menos de um mês do dia do acidente no Retão de Manaíra.

+ Leia mais: Motorista que matou motoboy será capturado na tarde desta terça, diz advogado

Combo de infrações

Em dezembro do ano passado, mais precisamente no dia 27, ele foi multado por “utilizar veículo para demonstrar/exibir manobra perigosa mediante arrancada brusca”, possivelmente o popular “cavalo de pau”, em Catolé do Rocha. Ele estava embriagado, e também foi multado por isso.

+ Leia mais: Justiça decreta prisão preventiva de motorista suspeito de matar motoboy

No mesmo dia, o empresário também foi multado por ameaçar pedestres e veículos, e desobedecer ordens dos agentes de trânsito.

(Foto: Reprodução)

Cifras e benefícios

Acúmulo de todas as multas do empresário Ruan Macário, de 2020 até 2021, somam mais de R$ 8 mil. O licenciamento atual do veículo, no entanto, está quitado.

Ele também excedeu o número de pontos na carteira, tendo 33 pontos, o que o impediria de dirigir. Porém, mudança no Código de Trânsito Brasileiro concedida pelo presidente Jair Bolsonaro beneficiou o empresário.

A nova Lei sancionada por Bolsonaro dobrou o limite máximo de pontos que um motorista pode ter sem perder a habilitação. O número passou de 20 para 40 pontos, mas apenas para motoristas que não cometerem infração gravíssima. Se houver uma infração gravíssima, o limite cai para 30 pontos. Com duas ou mais infrações do tipo, a pontuação máxima volta a ser de 20 pontos.

Confira documento na íntegra

“Ele será capturado”

Advogado de acusação, que está atuando junto a família da vítima, Luiz Pereira, em entrevista ao F5, da 89 Rádio Pop, afirmou que o empresário Ruan Macário será preso ainda nesta terça-feira (14).

“A Polícia Civil já tem informações do paradeiro dele, e ainda esta tarde ele será capturado. Não vai haver apresentação espontânea, não haverá auto de entrega. Ele não se entregará, ele será capturado ainda esta tarde”.

De acordo com Pereira, Ruan “pretende se furtar a aplicação da lei penal, e está em local incerto”, e por isso não pode responder em liberdade.