Publicidade
Política

Auxiliar de Ricardo rebate Cartaxo: “é o prefeito do atraso”

O secretário Executivo da Comunicação Institucional do Governo do Estado Tião Lucena rebateu as críticas do prefeito de João Pessoa Luciano Cartaxo (PSD) a gestão do Conde, em sua visita realizada a cidade, nesse sábado (21).

- Continua depois da publicidade -

Confira o texto:

Acompanhei atentamente a entrevista do prefeito Luciano Cartaxo, na cidade do Conde. O prefeito foi à vizinha cidade fazer campanha fora de época e, aproveitando os microfones de uma rádio local, falou que a Paraíba precisa de um governante que seja humilde e não discrimine os Municípios.

Antes de falar isso, desconversou quando lhe perguntaram sobre o caso da Lagoa, a falta de diálogo com os agentes de saúde da Capital, dos quatro anos de atraso da Ponte da Beira Rio, do caos existente na saúde e na educação de João Pessoa e dos escândalos que envolvem a sua administração.

Ou seja, evitou falar do concreto e cobrou dos outros aquilo que não faz como prefeito.

O mais interessante foi vê-lo pregar humildade na administração, tendo perto dele um dos prefeitos mais truculentos e arrogantes que o Conde já conheceu, no caso Aluizio Régis, aquele que não admitia diálogo com ninguém e tratava os desafetos com ameaças de morte e surras de chibata.

Quanto à discriminação a municípios, ficou a dúvida se ele estava apontando para seu aliado Cássio Cunha Lima ou ele para próprio, porque se a referência de seu discurso foi Ricardo Coutinho, caiu do cavalo.

Ora, o governador Ricardo Coutinho ligou todos os municípios do Estado através de estradas asfaltadas, sem perguntar qual era a tendência política dos prefeitos. As incontáveis adutoras que está construindo para levar água ao povo do interior não tem a exigência de voto como pagamento. Um governador que instituiu o Orçamento Democrático para ouvir as prioridades da população, e, mais que isso, atendeu e está atendendo as reivindicações feitas pelo povo nas assembleias do OD, não pode ser um governador sem diálogo ou discriminatório.

Quanto a governar com ou sem coração, o prefeito Cartaxo com certeza falava dele, que governa sem coração e sem piedade, impondo aos mais humildes sofrimentos indescritíveis. Que o diga a família daquela mulher que morreu na porta do Trauminha por falta de atendimento médico.

Digo sem medo de errar que Luciano Cartaxo não fez nada na Prefeitura para ser lembrado. De Hermano Almeida para cá, é o mais improdutivo prefeito que a Capital já teve. Perde para todos. Será lembrado, apenas, como aquele das frases vazias, sem conteúdo, o prefeito do “óbvio ululante”.

O prefeito do atraso.

Comente

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
E-mail: [email protected] | WhatsApp: (83) 98176 - 1651

Redação Paraíba Já

Fundado em maio de 2010, o Paraíba Já é um portal de notícias sediado em João Pessoa (PB), que tem compromisso com a verdade, fazendo um jornalismo de qualidade e relevância social.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar