- Publicidade -
Sem categoria

Audiência de Custódia mantém prisão de seis dos dez acusados de articular fuga

O Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB) decidiu manter a prisão preventiva de seis dos dez suspeitos de envolvimento no ataque à Penitenciária de Segurança Máxima Romeu Gonçalves Abrantes – PB1, em Jacarapé, em João Pessoa. O caso aconteceu na madrugada da última segunda-feira (10) e teve como consequência a fuga de 92 detentos da unidade.

- Continua depois da publicidade -

A decisão foi tomada pelo juiz Adilson Fabrício durante audiência de custódia realizada na tarde desta quarta-feira (12) no Fórum Criminal da capital.

Mastroiane Leonel Santos, Severino Manoel da Silva Neto, Michel Silva Lisboa, José Jorge de Sousa Neto e Karlos Emanuel dos Santos Marques continuarão detidos no PB1.

Relembre o caso – O grupo foi detido em um flat na orla de Manaíra. Segundo a PM, na casa onde eles estavam havia veículos e seis fuzis, que teriam sido utilizados na ação criminosa contra o presídio. Todo o material encontrado foi apreendido.

No dia da prisão, cinco mulheres também estavam no flat e foram conduzidas, junto com os suspeitos, para a sede da Secretaria de Segurança Pública. Os dez seriam integrantes de uma quadrilha natural de Campina Grande, no Agreste do estado. Com T5.

Comente

Redação Paraíba Já

Fundado em maio de 2010, o Paraíba Já é um portal de notícias sediado em João Pessoa (PB), que tem compromisso com a verdade, fazendo um jornalismo de qualidade e relevância social.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar