Assessor de Cabo Gilberto, preso no DF, usará tornozeleira eletrônica, decide Moraes

A decisão é do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal

O assessor do deputado estadual Cabo Gilberto Silva (PL), Anderson Novais, foi solto da Penitenciária da Papuda, em Brasília, porém, ele irá cumprir medidas cautelares, entre elas o uso de tornozeleira eletrônica.

A decisão é do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal.

Novais, um dos líderes do movimento Direita Mover, na Paraíba, também está proibido de fazer publicações nas redes sociais.

Ele foi preso sob suspeita de participação nos atos terroristas na capital federal, no último dia 8.