- Publicidade -
Política

Após escândalo da merenda escolar, Romero suspende contratos

Após ter retornado ontem à noite de São Paulo, o prefeito Romero Rodrigues definiu uma série de medidas importantes para a preservação da normalidade administrativa, principalmente em relação ao fornecimento da merenda escolar na rede municipal de ensino – escolas e creches – do Município. Além do mais, suspendeu todos os contratos vigentes relativos ao programa e está tornando mais rígido o controle sobre processos internos de compras e serviços na administração municipal.

- Continua depois da publicidade -

O prefeito voltou a afirmar apoio a todas as investigações em curso promovidas pelos órgãos de controle externo, dentro da Operação Famintos, como já deixou claro em nota oficial da Prefeitura, entende da importância do funcionamento pleno das instituições, mas deixa claro que seu primeiro foco no momento é na garantia do controle administrativo das áreas mais afetadas.

+ Juiz encaminha secretária de Educação de CG para Penitenciária Feminina

+ Secretária de Educação de Romero se entrega à PF para cumprir prisão temporária

+ Empresa ‘fantasma’ teria recebido R$ 18 milhões da PMCG sem ter um único funcionário e sede

+ Ao determinar prisão de secretária em CG, juiz aponta que ela liderava núcleo político da ‘quadrilha’

+ Após operação que afastou dois secretários, PMCG diz que está “à disposição das autoridades”

+ Procuradora detalha esquema criminoso envolvendo secretários e servidores da gestão Romero

+ Operação da PF prende 14 em CG e MPF aponta contratação de ‘fachadas’ por gestão Romero

“Exatamente por isso, estamos adotando medidas imediatas, as primeiras de uma série, com o objetivo de manter normal o funcionamento da máquina, por obrigação institucional e respeito à população”, destacou Romero Rodrigues, que anunciou a designação de um grupo de auditores do quadro efetivo da Prefeitura para acompanhar de perto processos licitatórios na origem.

Ao mesmo tempo, o prefeito campinense já recomendou à equipe agilidade para que, em sintonia com o Ministério Público Federal, sejam adotadas medidas emergenciais para que o fornecimento da merenda escolar para mais de 160 unidades escolares e creches de Campina Grande não sofra um colapso já na próxima semana, levando em conta que a limitação nos estoques.

Mais medidas

Ao longo do dia, Romero Rodrigues deverá anunciar outras medidas administrativas de curto, médio e longo prazos.

Comente

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
E-mail: [email protected] | WhatsApp: (83) 98176 - 1651

Redação Paraíba Já

Fundado em maio de 2010, o Paraíba Já é um portal de notícias sediado em João Pessoa (PB), que tem compromisso com a verdade, fazendo um jornalismo de qualidade e relevância social.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar