Após aplicação errada em crianças, Queiroga e comissão do MPF visitam Lucena

Crianças estão sendo acompanhas pelo Estado e apresentam eventos adversos habituais da vacina. Elas serão avaliadas e revacinadas em um período de 30 dias

Ministro paraibano descarta possibilidade de paralisar vacinação no Brasil
Ministro Marcelo Queiroga - Foto: Divulgação

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga e uma comissão do Ministério Público Federal (MPF) visitam o município de Lucena nesta segunda-feira (17), após denúncia publicada por uma mãe sobre crianças que foram vacinadas contra a Covid-19 na cidade com doses para adultos. Os imunizantes estavam vencidos.

De acordo com o ministro, o pedido para que ele fosse ao município foi feito pelo presidente Jair Bolsonaro (PL). “O presidente me ligou e pediu que eu viesse ao município, conversasse com as famílias para mostrar o cuidado com as crianças, evitar que aconteça outro erro vacinal”, explicou em entrevista à TV Cabo Branco.

Em entrevista à CNN Brasil, no domingo (16), o secretário de Saúde da Paraíba, Geraldo Medeiros revelou que 60 crianças receberam as doses de adultos vencidas no município.

As vacinas foram aplicadas em uma unidade básica de saúde da zona rural do município por uma técnica em enfermagem.

As crianças estão sendo acompanhas pela Saúde do Estado e apresentam eventos adversos habituais da vacina como febrícula e dor no local da injeção, conforme o secretário, e serão avaliadas e revacinadas em um período de 30 dias.

Geraldo Medeiros também anunciou que a vacinação de crianças contra a Covid-19 no município será feita pelo Estado.

O prefeito do município, Leo Bandeira classificou a situação como “lastimável”. “Infelizmente aconteceu e temos que dar todo os cuidados às crianças. Estamos acompanhando, indo casa por casa. Até agora, não tivemos nenhum problema grave”, afirmou à TV Cabo Branco.