Apoiadores de Berg Lima e Luiz Antônio entram em confronto

Com os ânimos exaltados, aliados do prefeito afastado Berg Lima (Podemos) e do prefeito interino Luiz Antônio (PSDB) se confrontaram, nesta sexta-feira (29), em frente à Câmara Municipal de Bayeux, momentos antes da sessão que vai decidir a denúncia que pede a cassação do mandato de Berg por suposta cobrança de propina a um empresário da cidade.

No momento da confusão, guardas municipais tentam apaziguar a situação e chegam a deter um homem.

Simpatizantes do prefeito Berg já ocupam o plenário da Casa, enquanto aguardam o início da sessão que deve acontecer a partir das 10h.

O presidente da Casa, vereador Noquinha (PSL), solicitou reforço da Polícia Militar e da Guarda Municipal para garantir a segurança no local.

Berg Lima já vai para sessão com dois votos favoráveis à sua absolvição e arquivamento da denúncia contra ele, por falta de provas, como recomenda o parecer da Comissão Processante.

Durante o julgamento, Berg vai precisar de mais quatro votos para escapar da cassação. Para decretar a perda do mandato do prefeito afastado serão necessários os votos de 12 dos 17 vereadores que integram a Câmara.

Na Comissão, ele obteve os votos da vereadora França (Podemos), que atuou como relatora, e do vereador Jeferson Kita (PSB), presidente da comissão. Já a vereadora Maria das Neves Gomes Medeiros, a Dedeta (PSD), que é membro, votou pela condenação de Berg.

Com informações de Adriana Rodrigues (Jornal Correio da Paraíba)

Comente