Aplicativo de relacionamento para universitários já tem 40 mil usuários

Para acessar a Umatch é preciso receber um convite de alguém que já utiliza a plataforma e comprovar que tem vínculo com uma universidade

A Umatch é um aplicativo de namoro semelhante ao Tinder e outras plataformas parecidas, mas que possui um diferencial: ser destinado para uso exclusivo de estudantes universitários. O programa, que está disponível para Android e iPhone (iOS), alcançou recentemente a marca de 40 mil usuários, já tendo registrado mais de 700 mil matches. Até o momento, a Umatch só está disponível para o estado de São Paulo.

O funcionamento da Umatch é semelhante ao de outras plataformas. Para participar, é preciso criar um perfil, analisar os pretendentes, aprovar ou reprovar as pessoas e demonstrar interesse até “dar match” com alguém. Entre os recursos oferecidos pelo aplicativo, o “Filtro Universitário” permite que o usuário filtre perfis desejados por universidade, curso e idade. Além disso, o app possui sistema de gamificação que oferece recompensas ao usuário, como visualizar quem curtiu o seu perfil.

Para acessar a Umatch é preciso receber um convite de alguém que já utiliza a plataforma e comprovar que tem vínculo com uma universidade. Segundo os desenvolvedores do app, esse requisito aumenta a segurança do app, especialmente entre as mulheres, que atualmente são o maior público do serviço, contabilizando 43,76% do total de membros.

Outra forma de entrar na Umatch é recorrer à própria universidade. As instituições de ensino podem entrar em contato com a administração do serviço e solicitar acesso ao aplicativo para seus alunos, liberando inscrições para os estudantes por meio das redes sociais.

Criação do app

A Umatch foi criada a partir da necessidade de um ambiente voltado exclusivamente para o relacionamento entre alunos universitários. Segundo Bruno Adami, um dos fundadores do app, era comum encontrar pessoas comentando que, em aplicativos de paquera, os usuários não se pareciam, estavam em diferentes fases da vida ou não tinham interesses em comum com o período universitário.

“Enquanto universitários, sentíamos falta de um aplicativo de relacionamento exclusivo para nós e, conversando com outras pessoas, percebemos que essa dor não era só nossa. Prova disso é que antes mesmo de ser lançado, após disponibilizarmos o link em grupos da USP, a Umatch alcançou mais de 9 mil pré-inscrições rapidamente”, disse Bruno.

Os administradores do aplicativo afirmam que a plataforma reúne usuários de 360 instituições paulistas. Entre as faculdades mais assíduas, estão o Instituto de Ensino e Pesquisa (Insper), a Faculdade São Leopoldo Mandic e a Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM), com mais de 20% dos estudantes de cada local cadastrados no serviço. De acordo com os criadores, a Universidade de São Paulo (USP) possui 10% dos universitários matriculados inscritos no app.

Segundo os criadores, a lista de espera para entrar na plataforma conta com mais de 8 mil pessoas de vários estados do país. No entanto, os desenvolvedores afirmam ter planos para expandir a operação em outras regiões. Até o momento, a lista de pré-cadastro tem estudantes do Paraná, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul entre os maiores interessados em ingressar.

Do TechTudo