O Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB) emitiu, recentemente, um alerta ao prefeito Romero Rodrigues (PSDB) por gastos com pessoal acima do limite, porém o gestor tucano parece ter ignorado a recomendação, pois segundo dados disponibilizados pela Corte de Contas, através do Sagres, a Prefeitura Municipal de Campina Grande (PMCG) atingiu em dezembro (último mês em que enviaram dados), a marca de 7393 servidores contratados sem concurso público, entre comissionados e contratados por “excepcional interesse público”. Uma grande quantidade destes servidores tem algum grau de parentesco como gestor campinense.

O alerta publicado no diário do TCE-PB, emitido pelo conselheiro Marcos Antônio da Costa, relator das contas de 2017 da PMCG, ai que tudo indica foi ignorado, pois em julho deste ano, existiam na PMCG 7.157 servidores sem concurso, entre comissionados e contratados por “excepcional interesse público”. Em setembro, o número subiu em para 7.292 servidores, outubro 7.346 e em dezembro chegou-se ao número de 7.393, um aumento de 47 pessoas contratadas sem concurso, em relação ao último levantamento.

Publicidade
ALPB

Segundo o TCE-PB, em agosto, o número de servidores contratados por “excepcional interesse público” já representava 89,80% do número de servidores efetivos. De acordo com o Relatório de Acompanhamento da Gestão do tribunal, foram constatados os seguintes fatos irregulares na PMCG: déficit na execução orçamentária; ausência de registro individualizado das receitas financeiras de aplicação dos recursos do FUNDEB; gastos com pessoal acima do limite de alerta, tanto por parte do Executivo quanto pelo ente municipal; ausência de pagamento regular das obrigações patronais devidas ao RPPS; e ausência de pagamento regular das obrigações devidas ao RGPS.

Entre os contratados sem concurso na PMCG, com altos cargos estão os parentes do prefeito Romero: Betânia Ligia de Araújo, tia da primeira dama, esposa do gestor em questão, que exercer o cargo de provimento em comissão de Gerente da Vigilância Sanitária; Izabel Maria Veiga de Oliveira, irmã do gestor Romero Rodrigues Veiga, estando descrita em matérias da PMCG, ocupando o cargo de Coordenadora do Programa Mais Educação, junto à Secretaria de Educação do município; A Sra. Giovanna Karla Barros Fernandes do Carmo, identificada como cunhada do gestor exerce o cargo de Assessora Política, cargo em provimento de comissão, lotada no Gabinete do Prefeito e Carine Moura, irmã da primeira dama do município, Micheline Rodrigues, ocupando o cargo de Gerente de Abastecimento Farmacêutico da Secretaria de Saúde. Romero responde atualmente junto a justiça eleitoral um processo por prática de Nepotismo devido a essas nomeações familiares.

Os mais novos detectados como amigos e familiares da família Cunha Lima na PMCG ganhando renumerações altíssimas são o ex-prefeito de Areia Elson Cunha Lima, sua esposa Silvia Farias Cunha Lima; Jaime Rodrigues de Melo Filho primo de Romero; O tio da esposa de Romero de nome Carlos Celestino e a prima de Romero, Socorro Menezes.

Conforme levantamento feito junto ao Sagres, o Clã Cunha Lima não tem problemas para conseguir empregos com altas remunerações para familiares e amigos. O ex-prefeito de Areia/PB e sua esposa ganham supersalários que ultrapassam a cifra de R$ 68 mil na PMCG. Eslon e sua esposa estão lotados no Fundo Municipal de Saúde (FMS) ganhando respectivamente: R$42.128,26 e R$ 22.065,27. Já Jaime Rodrigues de Melo Filho, primo de Romero recebe mais de R$ 9 mil reais do Fundo Municipal de Saúde da PMCG. O tio da esposa de Romero de nome Carlos Celestino e a prima de Romero Socorro Menezes, ganham respectivamente da Secretária de Finanças e da de Educação R$ 12.500 e R$ 9.800,00.

Confira abaixo onde estão lotados os contratados pela PMCG sem concurso público:

IPSEM

Comissionados: 24

PMCG

Contratados por excepcional necessidade: 3347

Comissionados: 336

AMDE

Contratados por excepcional necessidade: 56

Comissionados: 7

STTP

Contratados por excepcional necessidade: 62

Comissionados: 24

URBEMA

Função de Confiança: 4

Comissionados: 13

Fundo Municipal de Saúde

Contratados por excepcional necessidade: 2760

Comissionados: 133

Fundo Municipal de Assistência Social

Contratados por excepcional necessidade: 627

 

Comente

Camara Municipal