Anísio se solidariza com professores da rede privada diante do risco de aulas presenciais

Pré-candidato explica que o momento ainda é preocupante e ressalta que é preciso cautela dos gestores e do segmento empresarial

O pré-candidato a prefeito de João Pessoa e deputado estadual, Anísio Maia (PT) se solidariza com os professores, que atuam na rede particular da capital, diante da pressão do sindicato das escolas particulares para o retorno às aulas presenciais diante de uma pandemia do novo coronavírus, que já matou apenas em João Pessoa 844 pessoas e contaminou 27.4775, segundo os dados divulgados pela Secretaria de Estado da Saúde. Mas, se somar ao considerarmos os dados da região metropolitana, levando em conta o deslocamento entre cidades que a integram e a capital, os dados apontam para 1.164 mortes e 36.021 casos, reunindo os dados de João Pessoa, Cabedelo, Conde, Santa Rita e Bayeux.

Anísio Maia explica que o momento ainda é preocupante e ressalta que é preciso cautela dos gestores e do segmento empresarial na busca de soluções que preservem ou garantam empregos, mas sem provocar uma sobrecarga no sistema público de saúde e perda de vidas.

“Desde o início da pandemia, nossos professores tanto das redes públicas quanto privadas têm se desdobrado para garantir aulas e conteúdos para os alunos no Brasil todo. Mas diante da pressão por flexibilizações, esses trabalhadores e trabalhadoras estão enfrentando um verdadeiro assédio moral com a pressão com a pressão das direções de escolas para que haja um retorno presencial, sem que a gente tenha vacina”, afirmou.

Comente