ALPB homenageia João por avaliação positiva da PB em pesquisa nacional

Deputado estadual Lindolfo Pires ressaltou as medidas urgentes e adequadas adotadas pelo governador para a execução de ensino à distância

O governador João Azevêdo recebeu voto de aplausos da Assembleia Legislativa pelo destaque obtido em pesquisa realizada pela Escola de Economia de São Paulo, da Fundação Getúlio Vargas, na qual a Paraíba foi o Estado melhor avaliado em relação aos programas de educação pública à distância – EAD durante a pandemia da Covid-19. A propositura foi do deputado estadual Lindolfo Pires, para quem “o destaque ora obtido é motivo de orgulho e alegria para todos os paraibanos, e, em especial, a todos os professores e professoras”.

Em sua justificativa para a concessão do voto de aplausos, o deputado estadual Lindolfo Pires ressaltou as medidas urgentes e adequadas adotadas pelo governador João Azevêdo para a execução de ensino à distância, após o fechamento das escolas em decorrência da pandemia. E citou os investimentos na aquisição de smartphones, chips de celular, tabletes, livros, apostilas e subsídios para possibilitar o acesso à internet. “Também houve investimento com o treinamento de professores e técnicos envolvidos nessa ação, que passaram a utilizar novas ferramentas e outras tecnologias para a transmissão do conhecimento”, completou.

Lindolfo Pires ainda destacou a parceria entre a Secretaria de Estado da Educação e da Ciência e Tecnologia e a Assembleia Legislativa (ALPB), que possibilitou a implantação da TV Paraíba Educa, com a utilização da estrutura de transmissão da TV Assembleia, em canal aberto, digital e HD, “uma iniciativa pioneira que democratizou o acesso remoto ao ensino no estado”.

O parlamentar enfatizou também que “com estas providências, o Governo do Estado demonstrou a importância que a Paraíba tem com a educação, como fonte de formação de pessoas que irão gerir o futuro do nosso país”.

A Paraíba ganhou destaque por ter uma maior cobertura e menor demora na implementação da modalidade de ensino remoto para os alunos das Escolas Estaduais, o que deu ao Estado, em nível nacional, a melhor avaliação com nota de eficiência 6,0, seguido do Distrito Federal (5,88) e Minas Gerais (5,83).  A nota da Paraíba foi mais do que o dobro da média nacional, que obteve 2,38.