ALPB decreta luto e suspende atividades devido à morte do deputado Genival Matias

Presidente da Assembleia, deputado Adriano Galdino, disse estar extremamente consternado com falecimento prematuro do parlamentar

A Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) decretou luto de sete dias e suspendeu as atividades por mesmo período, por conta do falecimento do deputado Genival Matias, ocorrido neste domingo em Pernambuco, após sofrer mal súbito vindo e cair de um Jet ski. Genival estava no seu terceiro mandato e atualmente era vice-presidente da ALPB.

O presidente da Assembleia, deputado Adriano Galdino, disse estar extremamente consternado com falecimento prematuro de Genival, um irmão que a vida pública lhe deu. Galdino também prestou solidariedade aos familiares e amigos.

“Neste momento de dor para toda a família, nos solidarizamos com os familiares e amigos de Genival, um grande político do nosso Estado, que deixa grandes lições e um legado de trabalho e luta pelo povo da Paraíba”, disse o presidente da ALPB, Adriano Galdino.

Genival tornou-se deputado estadual em 2010, pelo Partido Trabalhista do Brasil (PTdoB), foi reeleito em 2014 e chegou ao terceiro mandato em 2018 com 26.777 votos, pelo Avante, partido que ele ocupava a presidência estadual,

Empresário do ramo da mineração e da construção civil, herdou a política de seu pai, o juiz federal Genival Matias, que foi vice-prefeito de Juazeirinho, no Seridó paraibano. Era irmão do atual prefeito de Juazeirinho, Bevilacqua Matias.

Comente