ALPB aprova projeto que institui prevenção à violência doméstica como Saúde da Família

Os deputados aprovaram, por unanimidade, na sessão ordinária desta terça-feira (04), projeto de lei 83/2019, de autoria do deputado Nabor Wanderley instituindo a Política de Prevenção à Violência Doméstica como Estratégia de Saúde da Família.

O objetivo do projeto é prevenir e combater as violências física, psicológica, sexual, moral e patrimonial contra as mulheres, por meio da atuação preventiva dos agentes comunitários de saúde.

“Essas pessoas estão todos os dias dentro das casas dos cidadãos, das cidadãs do nosso estado e podem dar uma contribuição muito grande pra gente combater a questão da violência doméstica, conscientizar pra não haver e aonde houver, que o estado possa ter acesso a essas informações e tomar as providências”, afirmou o deputado Nabor Wanderley.

O parlamentar explicou que a inclusão dessa política de prevenção no Programa Saúde da Família contribui com o enfrentamento a violência não só contra a mulher, mas contra a criança e também contra o idoso.

Pequeno expediente

Durante o Pequeno Expediente, o deputado Chió usou a tribuna para demonstrar sua preocupação com a grande quantidade de agrotóxico utilizada na agricultura brasileira. Segundo ele, o Brasil é hoje o país que mais consome agrotóxico.

“Cada brasileiro consome por ano 7,3 litros de veneno e isso é um absurdo. Isso tem causado problemas neurológicos, motores, mentais, distúrbios de comportamento, distúrbios hormonais diversos, baixa imunidade e vários tipos de cânceres”, denunciou Chió. O deputado defendeu políticas de incentivo à agricultura familiar, atuando de forma orgânica e limpa.

Já o deputado Wilson Filho comemorou aprovação de projeto de Lei de sua autoria instituindo o mês de junho como o Mês de Enfrentamento às Drogas. “Durante o mês de junho inteiro nós iremos adotar essa campanha, que não tem idealizador, quem está construindo e dando o primeiro passo é toda a Assembleia”, concluiu Wilson Filho.

Comente